sexta-feira, 18 de novembro de 2011

idéias roubadas: o autor se manifesta

Publiquei um post tratando de matéria publicada na revista Playboy que tratava de um projeto de customização de uma HD tendo como tema a própria revista (http://wolfmann-hd.blogspot.com/2011/11/ideias-roubadas.html).

O autor do projeto, o verdadeiro e não a quem a revista se interessou em creditar (sabe-se lá por quais razões), Leo Dalla se pronunciou em seu blog (http://circumano.blogspot.com) sobre o assunto dando conta das tratativas que fez junto à editora para a correção da informação e consequente retratação da editora, mas até agora a editora se mostrou com animo de postergar o incidente a fim de caia no esquecimento.

Não é aceitável essa atitude da empresa, que dá crédito a terceiro e se nega a corrigir o erro, mesmo tendo o terceiro afirmado que a informação é errada.

Em nome da coerência e da conduta correta espera-se que a editora tome uma providência, que agora não bastará apenas uma retratação ou publicação de errata na edição seguinte, que possa amenizar tanto o erro inicial como a conduta reprovável que vem assumindo desde que foi alertada para o erro grosseiro cometido.

Como já disse antes, o artista vive da sua obra e do reconhecimento da mesma e atitude da revista Playboy fere mortalmente esse fundamento da arte.

Para quem tiver interesse em ler a postagem do Leo Dalla, acesse:http://circumano.blogspot.com/2011/11/moto-playboy-alguem-errou-ou.html.

4 comentários:

Wilson Roque disse...

É frustrante. Eu já tive uma experiencia igual. Uma postagem minha, no meu blog, foi copiada e publicada na revista Moto Adventure, dando crédito a outra pessoa. Lamentável.

Anônimo disse...

Pois é Roque e Wolf, saiu uma foto minha na última revista do Hog, e não colocaram créditos...isso é muito ruim para quem fotografa...
Sobre a moto do Circumano, ele terá que conversar com uma assessoria de Imprensa para resolver.

Abraços
Fabiano Guma

Leo Dalla disse...

Olá, agradeço a atenção dada ao caso. Conheci seu blog quando vi a origem das visitas no meu blog e gostei muito, virei um frequentador.
Sobre o caso Moto Playboy, desde a publicação da nota tenho tentado resolver com a redação da revista e um dos organizadores do evento TWB, que me pediu o projeto, mas sem uma solução justa. Enviei e-mail para o Jeff, que respondeu logo, dizendo não ter participação no caso e se oferecendo para ajudar no que for preciso. O Paulo está tentando, junto ao Rodolfo, a pessoa responsável pelo erro, alguma solução.
Logo teremos um fim. Que seja justo e honroso para as partes envolvidas.
Obrigado e um abraço,
Leo Dalla.

wolfmann disse...

o melhor caminho para resolver esse tipo de problema é esse: conciliação.

Espero que tudo chegue ao final que você se refere: justo e honroso para as partes.

Abraço.