terça-feira, 15 de agosto de 2017

atualizando os números da ABRACICLO

Fiquei devendo em julho os números do primeiro semestre da ABRACICLO por estar viajando com a a família.

Atualizando com os números publicados em agosto, temos para os sete meses um crescimento nas estimativas feitas no primeiro quadrimestre para a HDMC: 5000 unidades vendidas (5002). 

Já a BMW teve ligeira queda nas estimativas: 6800 unidades vendidas (6795).

A Indian sofre com o rompimento da parceria com a Dafra: apenas 200 unidades (216), representando uma queda de quase 50% (de 378 para 216 unidades). A HDMC agradece.

Na ponta da produção, tanto BMW quanto HDMC parecem ter equilibrado seus estoques: as estimativas corrigidas para a HDMC são 4800 unidades produzidas (4793) enquanto a BMW tem estimativas corrigidas de 6400 unidades (6356), mostrando a necessidade das fábricas em forçar o ritmo de produção para atingir a meta de vendas.

A Indian segue o padrão de produzir o que vende: estimativa corrigida de 200 unidades produzidas (192) e a Scout segue sendo o best seller da marca.

O top ten da HDMC é o seguinte: em primeiro a Limited com 402 vendidas/409 produzidas; em segundo a Iron 883 com 398 vendidas/545 produzidas; em terceiro Breakout com 309 vendidas/158 produzidas; em quarto Fat Boy Special com 306 vendidas/212 produzidas; em quinto Roadster 1200 com 300 vendidas/314 produzidas; em sexto Fat Boy com 212 vendidas/258 produzidas; em sétimo Heritage Classic com 193 vendidas/188 produzidas; em nono Deluxe com 137 vendidas/121 produzidas e em décimo a Road King com 132 vendidas/132 produzidas.

Vale notar que a Limited tomou a primeira posição da Iron 883, mas o excesso de produção da Iron leva a crer em uma promoção ou que já tenha atingido a meta de produção para este ano.

Outro detalhe a notar é a fraca produção das Softails, bem abaixo do número de vendas, mostrando o esforço em desovar o estoque antes de entrar em produção novamente: tomara que seja um indício que teremos novidades para 2018, talvez acompanhando o catálogo USA.

As Dynas mostram a mesma tendência das Softails, com o agravante de vendas fracas (85 Fat Bob, 43 Street Bob e 11 Low Rider) e produção nula (2 Street Bob e 1 Low Rider), o que pode significar que o catálogo USA possa ser implantado no Brasil com a nova motorização.

A linha CVO deve estar perto do final de produção para este ano (últimas unidades da Street Glide CVO foram produzidas em junho), se já não tiver sido interrompida esperando o novo motor M8 de 117ci e quase todo o estoque encontra-se vendido: Ultras tem 23 vendidas e 22 produzidas (nada vendido e produzido desde maio) e Street Glide tem 16 vendidas e 19 produzidas.

Twin Cam deve se despedir em 2018

Dan Morel postou em seu blog (leia aqui) que o motor M8 deve ser o substituto do Twin Cam no catálogo HDMC USA.

A novidade deve ser anunciada oficialmente no Dealer's Convention, que acontece na semana que vem em Los Angeles.

Essa transição já era esperada com o lançamento do M8 na linha Touring, e vai exigir algumas alterações nos quadros de Softail e Dyna.

Outra novidade é o crescimento do motor M8 para a linha CVO, passando de 114ci para 117ci.

O motor M8 114ci vai equipar a linha S, que surgiu no ano passado e esse ano vai ser estendida a todos os modelos Softail e Dyna Fat Bob.

Agora é esperar pelo anúncio do catálogo HDMC Brasil e torcer para que o Twin Cam não tenha a vida prolongada no nosso mercado.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Penedo Bike Fest

Começa hoje o tradicional evento de Penedo.

Muitos colegas na estrada e o evento promete ser bem animado.

Os Poeiras já estão no local e teremos mais alguns Poeiras no sábado para um bate&volta.

Se o clima ajudar, estarei por lá no sábado junto com Poeiras no bate&volta.

Bom evento, boas estradas.