sexta-feira, 14 de agosto de 2009

sexto dia

Ontem foi um dia complicado.

Nuno acordou e disse que sonhou com a "mamãe querida", ganhou beijos e deu beijos... foi bom para ele, mas deixou com mais saudades e menos vontade de sair de casa pois tem certeza que a mamãe está chegando. Mas consegui uma boa administração disso: saimos sempre juntos e voltamos sempre juntos para casa.

A tarde, um caminhão eniguiçou ou bateu... não quis muitos detalhe, e fiquei preso na serra pouco depois do retorno para Xerém. Duas horas de espera por uma atitude da concessionária que administra a estrada, até que eles decidiram fazer a subida pelo lado da descida em mão dupla. Sei que devia ter desistido e voltado para casa, mas mesmo assim insisti e subi. Estava com meus sogros e dava para perceber o estresse e a desolação por não terem visto a Silvana. Chegamos em Correas por volta das 18h e esquematizei para que minha irmã buscasse o Nuno na escola... na volta passaria lá e o apanharia para trazer para casa (correu tudo bem, ele perguntou por mim, ela disse para ele que estava indo brincar e depois eu iria apanhá-lo).

Desse jeito fiquei e a vi. Meus sogros ficaram em Correas para voltar hoje comigo (minha sogra deve ter ficado muito aborrecida, mas ela precisava ficar com os netos e ver a Silvana, além do meu sogro que precisa aliviar de alguma forma a pressão e nisso o Chico é show de bola: grande anfitrião e deixou-os bem a vontade).

Do que escutei da palestra do médico: ela se encontra estável, o dreno restante não mostra secreção, a cirurgia de pulso segue em processo de cicatrização eficiente, do mesmo modo que a cirurgia do antebraço e por isso deixaram de ministrar um dos antibióticos, ficando apenas com uma medicação para fazer o trato preventivo de infecções. A clavícula vai esperar que ela esteja pronta para passar por outro trauma. O quadro respiratório está melhor, a ventilação foi diminuída mais ainda e um dos sedativos também deixou de ser ministrado: hoje ela está sedada apenas com Dormonid. Tudo isso indica que o processo de "desmame" está próximo ou já começou dando esperanças de que ela acorde nos próximos dias ou horas... dependerá dela.

Do que vi: ela estava com a pele melhor, mas menos serena. A pressão varia com o início de esforço em respirar e para quem não sabe ainda, ela tem uma fobia importante no trato da respiração, usando bombinha para ajudar a respiração mesmo sem ter motivos. O medo de ficar sem respirar que está no inconsciente dela vai fazer que essa volta seja agitada e peço a todos que se concentrem nela nesses dias por conta desse medo enorme que pode prejudicá-la agora.

Ela vai sair dessa, o quadro continua grave, mas ela mostra cada vez mais que quer voltar para o nosso convívio.

Espero que hoje a tarde não tenha mais nenhum problema com caminhões nessa serra.

Obrigado a todos pela corrente positiva, pelos e-mails que estão sendo guardados para que ela posso lê-los mais tarde, pelas mensagens que vem sendo deixadas de todas as formas, e desculpem pelo atraso no retorno das ligações.

Alguns dos amigos não recebem estes "boletins", que ontem não foram enviados provavelmente pelo nosso querido Chico se encontrar bem ocupado em Correas (aliás, ontem ele conseguiu um espaço na agenda para ver a Silvana e ficou contente com o que viu). Por favor, repassem a todos que estão interessados na Silvana.

De novo, obrigado por tudo, por vocês estarem atentos e por vocês estarem sempre conosco nesse momento difícil.

3 comentários:

DENISE disse...

Adelino,
Tenho tentado,saber notícias da Silvana,já escrevi até para Chico,mas ninguém me retornou !Só hoje descobri seu blog! Quero que saiba que adoro Silvana e fiquei muito abalada,mas tenho CERTEZA que ela vai sair desta! Qq coisa estou aqui para o que precisar!Força para vocês e saiba que oro por ela em todos os momentos!
Um grande beijo

Denise Duncan

Anônimo disse...

Ficamos felizes e entusiasmados com esse quadro de melhoras.

A vc Wolf, à seus filhos e especialmente à Silvana segue a renovação de nosso carinho e nossas preces.

Abraços,

alexcazaes disse...

Oi Adelino, eu e minha esposa conhecemos a Silvana no dia do passeio ao restaurante, sua esposa recebeu a minha esposa muito bem lá na loja da HD, ficaram muito tempo conversando e minha esposa e eu nos encantamos com a simpatia e alegria da Silvana. Eu te conheci no meu primeiro passeio de HD, em um bate e volta em Petropolis, sentei na mesa junto com vc e o Fernando, eu sou o rapaz que tem a loja de chocolates no Shopping, meu nome é Alex e o nome da minha esposa é Camila. Acompanhamos diariamente seu blog, sua esposa realmente tem muita força, vai dar tudo certo, rezamos por ela e por todos aqui.
Abços Alex e Camila