domingo, 16 de agosto de 2009

Estável, mas animador.

Hoje com oito dias do acidente e graças a todos que estão incorporados nessa corrente positiva, aos médicos do Santa Tereza, nosso amigo Paul e o nosso amigo Chico, a Silvana se encontra em uma fase muito mais animadora.

O quadro de ontem permaneceu grave, não dá para esquecer isso, mas é animador ver todos os passos (pequenos para nós que estamos aflitos para que ela possa despertar do sono dos sedativos, mas enormes para ela que está deitada naquele CTI).

Ontem, foi mais um dia estável, presa ao respirador, mas visualmente falando a aparência dela é mais próxima da aparência que estamos acostumados a ver. O Hospital colocou um colchão pneumático para movimentar o corpo, tinham previsão de iniciar uma dieta pela sonda nasogástrica (vai direto ao estomago, melhor do que a parenteral que era via venosa), os sedativos estão sendo alternados (fentamil sai e entra dormonid e vice-versa), a cicatrização continua correndo bem, o quadro radiológico não apresentou nenhuma piora, pelo contrário parece que a mancha que indicou o hematoma vem diminuindo se já não tiver sumido e os níveis dos exames periódicos de sangue não indicam necessidade de transfusão extra (tinha sido transfundida no sábado, segunda feira e terça feira após o aparecimento do hematoma).

Nenhum médico assume uma previsão, o Paul vem fazendo pressão para que o tubo seja retirado para evitar uma possibilidade de infecção, mas a análise lógica da troca de sedativos indica que já devem ter feito uma tentativa na direção do "desmame" do tubo. Ela deve acordar usando o dormonid, mas o fentamil é tranquilizante indicando que ela deve ter ficado agitada com algo para que ele fosse ministrado. Antes os dois sedativos eram ministrados ao mesmo tempo, e agora apenas um é ministrado garantindo que ela não volte a um nível mais profundo de sedação. Ontem a noite o dormonid já se encontrava preparado para voltar a cena em substituição indicando que ela deve estar calma para continuar as tentativas de "desmame". O médico do briefing de ontem garantiu que tentariam que ela iniciasse os movimentos de inspiração e se tornasse menos dependente da máquina. Hoje verei se isso foi realmente posto em ação.

Minha família está mais animada (almocei com todos na casa do Chico), inclusive a Marina desce comigo hoje (volta amanhã) para ver o Nuno por estar com saudades. O Amilcar continua de sentinela junto com o Chico. O Nuno foi devidamene ocupado pela Débora e o Hugo e dormiu comigo. Ontem realmente foi um dia tranquilo.

Obrigado a todos pela força que estão nos dando, e continuo pedindo: não esmoreçam na corrente positiva. Um minutinho pensando nela é um minuto que ela se sente mais abraçada por todos nós.

Um comentário:

Marcela disse...

Wolf,

Não vamos dedicar um minuto à Silvana...estamos e continuaremos dedicando 25 horas por dia com os mais positivos pensamentos dirigidos à recuperação de sua amada!!!!

Abraços,