terça-feira, 1 de maio de 2012

preços sugeridos

Com a necessidade de um reparo novo para o burrinho de freio da Fat, fui procurar onde comprar.

Os revendedores mais habituais estão sem peças e alguns como o Mascaro estão encerrando as atividades por não poder mais importar as peças diretamente.

Procurando nos dealers constatei que existe uma "tabela sugerida". Em três dealers, em três estados diferentes, encontrei o mesmo valor: R$170,00.

Quem esperava encontrar concorrência entre os diversos revendedores com o fim do monopólio do antigo dealer nacional, está sendo surpreendido com uma realidade bem pior.

Agora, a matriz impede que os dealers americanos vendam pela internet (vendas apenas no balcão), sugere preços aos revendedores e ainda dificultam que independentes consigam importar peças diretamente dos EUA.

E quem paga a conta disso tudo: o proprietário fiel que pretende manter sua HD rodando por tempo superior ao tempo da garantia... se continuar assim o mercado aftermarket vai crescer cada vez mais e o roubo de motos vai aumentar (já temos pelo menos um aviso de roubo em cada evento que acontece semanalmente).

E vamos todos virar coxas e rodar apenas até a loja para o café da manhã para poupar a moto.

4 comentários:

Alcotrim disse...

Comprei um acessorio nessa loja
http://www.jerseyh-d.com/ que vende HD na Inglaterra e nao esta sujeita a restricao imposta pela HDMC .

Eduardo Gonçalves disse...

Somente pra ilustrar o comentário da restrição
http://www.mascaroac.com.br/

Wilson Roque disse...

Pelo o que apurei, há uma cláusula bem dura no contrato das concessionárias, que impede que vendam abaixo do preço sugerido. É caso para Procon. Vamos ver se alguém consegue sensibilizar o Ministério Público a tomar uma atitude contra este desrespeito ao consumidor.

wolfmann disse...

Quando a HDMC tomou as rédeas da gestão se esperava que a concorrência começasse no Brasil, uma vez que não seria mais um dealer único.

Não acontece. Pelo contrário: a gestão da matriz está impondo preços aos revendedores (que colocam suas margens de revenda), limitando opções para compra e importação de peças e acessórios e os tratados internacionais estão acabando com a via da importação via bagagem de porão.

A continuar assim teremos um cartel oficial gerenciado pela fábrica.