domingo, 31 de agosto de 2008

modificações nas Harley - parte II

Outra modificação que todo harleyro faz, mais cedo ou mais tarde, é trocar os escapamentos. O meu escapamento original durou três dias. É aquela estória, você compra a moto nova, tá duro, e acha tudo muito legal. Aí vem um "pela-saco" e diz que Harley tem de ter barulho de Harley.

Quando é a sua primeira HD, você até diz que não, a moto tem de ser original, para que trocar escapamento.... mas não tem jeito. Você acaba trocando. E com a Fat nova do Fernando é lógico que não foi diferente, ainda mais com vários colegas, que mantinham escapamento original nas motos, trocando os escapamentos.

A troca do escapamento implica em algums problemas: se você troca ponteira para fazer um ronco mais "Harley Davison", qual escolher? Vai ter problemas de garantia? Precisa modificar a injeção? E se vai modificar a injeção por que não trocar todo o escapamento e não apenas a ponteira?

A escolha da ponteira é pessoal. Cada um prefere um som ou uma marca. Minhas ponteiras e da Silvana são Screaming Eagle II, que não são mais fabricadas por conta da ditadura do politicamente correto. As ponteiras comercializadas pela HD são as Screaming Eagle Street Legal, homologadas na Califórnia, que tem ruído muito próximo do ruído das ponteiras originais e pouco acrescentam em termos de performanca.

Vale então trocar pelas ponteiras V&H, mais famosas, ou adotar ponteiras nacionais de fabricação artesanal ou as de fabricação em linha de produção da AZ? Você decide. Todas são equivalentes em termos de som no escapamento e poucas (exceção às ponteiras SE e V&H) acrescentam algo em termos de performance.

Problemas de garantia? Se não for original HD, você vai se aborrecer com a garantia, sem falar nos sensores do sistema da injeção que serão desabilitados para que você não tenha mensagens de erro no seu painel. Mas como já disse antes: não existe meia garantia e se você estiver disposto a brigar pela garantia, provavelmente vai conseguir fazer valer seus direitos.

Aí vamos para a dúvida que ainda não conheci quem consiga resolver: precisa alterar a injeção para trocar ponteira? Falo por experiência. não precisa. A FX tem ponteira SEII, e só as ponteiras. Continua o filtro original, e como é um modelo mais antigo, usando motor 88, não tem sensores que controlem o fluxo de saída de gases. A moto anda muito bem usando o mapa original, inclusive é bastante econômica. A única alteração que fiz foi retirar a capa do filtro de ar.

Nas motos mais novas, os sensores de controle do fluxo de saída de gases precisam ser contornados, mas não por conta da injeção, mas sim por conta das mensagens de erro, portanto mexer na injeção é bobagem.

O mesmo não se aplica se você troca o cano inteiro, vai precisar sim mexer na injeção pois altera de forma significativa o funcionamento do motor e provavelmente o cano vai ter um mapa específico para o seu funcionamento.

33 comentários:

Anônimo disse...

Penso em comprar um Vance Hines Big shoots Staggered para minha FatBoy 2012. O que voce acha? Tenho que regular a injecao? Algum problema com garantia?

wolfmann disse...

Belo escapamento e dependendo se você pretende comprar sem os abafadores, bastante sonoro.

A V&H é tradicional e funciona bem nas HDs. Mais tradicional apenas as ponteiras Screamin'Eagle que tem uma sonoridade bem menor.

Sobre a regulagem, nada é obrigatório, mas você perceberá melhor os ganhos de perfomance se regular sua injeção para a nova condição (escape esportivo). Eu rodei com o Stage I (ponteira e filtros esportivos) durante um ano até decidir que equipamento usaria para regular a injeção e não tive nenhum problema durante o tempo em que rodei com o mapa stock e as novas condições. Lembre que pode existir algum sensor no escapamento original que não tenha previsão de instalação no V&H e deverão ser bypassados para evitar o surgimento de erros no log.

Garantia é outro problema: toda e qualquer modificação feita fora das oficinas dos dealers pode causar perda de garantia, desde que a modificação seja causa direta do defeito apresentado.

Eu modifiquei a minha Fat na oficina Izzo (colocação de Stage I e mais tarde primeira utilização e consequente download de novo mapa na injeção com o SERT).

Não tive nenhum problema, mas se tivesse estaria coberto pois o serviço foi feito pelo dealer da época.

Atualmente os dealers não vem usando acessórios não HD e portanto dificilmente você encontrará um dealer disposto a fazer o serviço da troca de escapamento, dando margem a alegações de problemas originados com a troca.

Sugiro aguardar a primeira revisão (1600 kms) e fazer a troca posteriormente. Por experiência posso te dizer que a HD que não apresenta defeito de motor até os 8000 kms, dificilmente apresenta defeito após isso e se tiver algum problema de motor, você sempre pode trazer seu equipamento original de volta antes de reclamar garantia.

Anônimo disse...

Gostaria que me ajudassem com uma informação. Tenho uma Harlçey Heritage S.Custom ano 2008-09, e não sei pra que server uma flauta que segura a ponteira e interligam as curvas do escaps?? se eliminar o que acontesse??? meu nome é Dario

wolfmann disse...

Dario, não sei se entendi bem a tua pergunta, mas me parece que você se refere ao equalizador do escape.

O equalizador permite que os pulsos de saída e o vácuo necessário para a nova entrada de mistura possam se manter dentro dos tempos de projeto.

Acho que você teria falhas por conta de mistura mal queimada se apenas eliminar o equalizador.

Se você não gosta da forma do escapamento original, sugiro a troca por outro escapamento. Existem diversas opções no mercado nacional, além das opções importadas.

Anônimo disse...

Amigos, para minha Harley ter aquele ronco tradicional não preciso trocar o escap inteiro, basta apenas as ponteiras?
Ney.

wolfmann disse...

O "galope" tradicional em marcha lenta só é conseguido nas motos com carburador.

Já o som mais encorpado quando você acelera, também característico das HDs, você consegue trocando apenas as ponteiras por outras esportivas ou trocando o escape inteiro. Vai depender do que você está querendo.

Na minha Fat troquei apenas as ponteiras.

Abraço.

Anônimo disse...

Bom dia!
Comprei uma Fat Boy 2013, a moto esta com 160km rodados, comprei um escapamento da V&H e pretendo trocar, porém surgiram as dúvidas; esse é o momento certo para a troca.

wolfmann disse...

Momento certo? Se você se refere à garantia, o momento certo é no final dela, se você fala em amaciamento do motor, todo momento é certo.

Eu troquei com três dias de uso no próprio dealer, comprado também no próprio dealer, portanto não teria qualquer problema de garantia já que o acessório era original, comprado no autorizado e instalado em oficina autorizada.

Hoje em dia existe uma política que impede modificações mecânicas nas motos em garantia, mas a prática mostra que isso não vem sendo fator importante na aprovação de troca de peças em garantia.

Eu sempre sugiro que se façam alterações mecânicas após a primeira revisão para evitar problemas se a prática mudar.

Anônimo disse...

Boa noite amigo! Agradeceria muito se soubesse de alguém que tenha as ponteiras SE Street Legal para 883R à venda e pudesse me indicar

andrelsmail@bol.com.br

Grato!

Luiz Flavio disse...

Wolfmann tenho uma Deluxe e instalei um screaming Eagle 2 mas não fiz nenhuma alteração, pelo que vi na sua você retirou a capa do filtro, qual seria o beneficio com essa alteração ..

Grato
Luiz

wolfmann disse...

Luiz, a retirada da capa visa aumentar o fluxo de ar, mas para ter melhores resultados será necessário um filtro de ar menos restritivo.

Cadu Hoffmann disse...

Boa noite, tenho uma sportster 2008 e coloquei ponteiras cobra, e quando estou em baixa rotação a moto aparentemente falha muito, assim como se passar em ondulações no asfalto, mas aumentando a velocidade e rotação isso para, e tambem a moto parada com o motor funcionando/acelerando está perfeita, porém a rotação é um pouco alta quando ligo, depois que esquenta beeem ela cai bastante. Estou no interior de minas e sem acesso a mecanico que possa me dar uma opinião. É assim mesmo?
Muito obrigado - caduhoffmann@hotmail.com
Cadu Hoffmann

wolfmann disse...

É normal que você sinta perda de torque em baixa rotação com a modificação no escapamento, mas não deveria falhar.

Você não comenta sobre o filtro de ar, se está usando um filtro esportivo ou manteve o filtro original: com o filtro original você sentiria menos perda de torque que com um filtro esportivo.

A melhor providência seria regular a mistura de combustível com um enriquecedor.

Sobre a marcha lenta, é normal ligar e a marcha lenta ultrapassar os 1000 rpms (pode chegar a 1200 rpms), baixando conforme o motor atinge a temperatura de serviço.

Anônimo disse...

Boa Tarde meu nome é Lucas tenho uma iron883 2015 e troquei somente as ponteiras por uma artesanal feita por um colega...que ficou com um ronco infernal e alto e tem abafadores, gostei...porém a moto está superaquecendo e as vezes por conta disto ela apaga (Desliga sozinha) em marcha lenta...vou levar a moto para 1ª revisão semana que vem posso deixar as ponteiras e relatar o problema? não tem nada haver? eles remapeiam? é cobrado para remapear? já viu muitos comentarios diferentes...uns falam que pode levar com o espape diferente do original que não tem problema...outros falam que não...gostaria de uma ajuda a respeito disto pois gostei do ronco e não queria tirar...Desde já Obrigado

wolfmann disse...

Cada dealer tem um procedimento sobre a troca de ponteiras e garantia: uns não fazem nenhum tipo de anotação, outros já invalidam a garantia pela troca e outros fazem anotação para uso futuro.

Nenhum dealer remapeia a moto para um mapa menos restrito, o máximo que farão é um download do mapa original que não resolve o seu caso de superaquecimento.

Pelo momento da troca das ponteiras e o aparecimento do superaquecimento, tudo indica que existe relação. Apenas como um palpite: a nova ponteira suprime um sensor de O2 e a queima vem sendo mal feita trazendo o superaquecimento pela necessidade de continuar queimando e não estar acontecendo.

Volte com as ponteiras originais para ter certeza que não tem relação com a troca: se o aquecimento voltar ao normal, são culpadas e você precisa descobrir o motivo.

Sobre a revisão, tendo certeza que o defeito não foi causado pela troca das ponteiras, troque novamente as ponteiras pela original e reclame do superaquecimento para que seja verificado o problema e volte com as suas ponteiras artesanais.

Abraço.

kurupi disse...

Olá amigo! PReciso de uma informação, tenho uma fatboy 2015, comprei o escapamento Vance e hines shotshorts, mas ainda não instalei. Eu teria que fazer mais alterações, ou somente trocando o escapamento ela anda de boa. Valeu. abraço

wolfmann disse...

A simples troca de escapamento vai trazer perda de torque em baixa rotação.

Muitos acham que isso motivo para remapear, mas se você conviver bem com essa perda não precisa fazer nada além da troca.

Eu dou como exemplo a minha experiência: rodei quase um ano com filtro e ponteira esportiva sem nenhum problema antes de decidir remapear para ajustar o mapa da injeção aos novos parâmetros.

Julian Cendon disse...

Boa tarde camarada, tenho uma iron 883 e recentemente troquei as ponteiras originais por uma artesanal sem abafadores, gostaria de saber se fazendo as modificações necessárias para o encaixe se é possível a instalação somente dos abafadores vance & hines?!

wolfmann disse...

Tudo é possível. Vai depender da bitola das suas ponteiras e como encaixá-los.

Os abafadores V&H são plug'n'play nas ponteiras deles: é um parafuso para prender os abafadores.

Sugiro, já que fez as suas ponteiras artesanalmente, que olhe o projeto e tente copiar. Use lã de vidro no miolo (material normalmente usado nos abafadores) e procure fazer espirais para poder prender a lã de vidro.

Para o acabamento dos abafadores use tubos com bitola bem próxima da bitola das suas ponteiras deixando 5 a 7 mm para os gases passarem pela lã de vidro e reforçarem a resistência à saída para diminuir a velocidade de saída e não perder compressão no motor.

Capricha na fixação dos abafadores porque já vi muito escapamento cuspindo abafador na estrada por estarem mal fixados.

Unknown disse...

Olá Wolfmann,

tenho uma fatboy lo 2013. Instalei um escapamento Big Radius, não original, com filtro de ar esportivo K&N. A moto ainda está na garantia e parece que está com um problema no controle do ABS. O pedal do freio traseiro está ficando rígido, chegando a esquentar muito o disco e até travar a roda quanto esquenta muito. Minha pergunta é: Eu devo voltar o escapamento original antes de levar a moto na concessionária? O filtro de ar esportivo seria problema?
Parabéns pelo blog. Tenho consultado bastante, em vários assuntos.

wolfmann disse...

A melhor estratégia é fazer uma consulta "extra-oficial" aos atendentes do dealer que você vem fazendo as revisões.

Em princípio, a troca do escapamento não inviabilizaria a garantia do módulo do ABS ou qualquer componente eletrônico referente ao ABS, mas não custa bancar o inocente e perguntar na recepção da oficina como vem sendo tratado o assunto da garantia quando se troca o escape.

Hulk disse...

Colegas

Acabo de comprar uma 883 Iron 2015 com escapamento Vance...porém achei barulho mto alto mesmo...Saberiam dizer se os abafadores V&H traz diminuição significativa? ...mas ainda longe do barulho frouxo do original hehehehe
Tenho procurado videos comparativos ou atenuação em dB porém sem sucesso.

Abraços

wolfmann disse...

vai atenuar, mas não pense que vai ficar dentro do permitido, ainda extrapola muito os 90dB.

Abraço.

Anônimo disse...

Boa noite, existe alguma possibilidade de instalar um escape antigo vance SS para sportster antes de 2013 em uma 2015?

wolfmann disse...

Tudo é possível. Seu principal obstáculo serão suportes e encaixes que possam ter sido modificados em 2015 em relação à 2013.

A mecânica segue a mesma, modificando apenas a eletrônica que permitiu o ABS.

roberto disse...

Boa tarde meu amigo, muito interessante os comentários que li. É o seguinte tenho uma DELUXE 2009 está com ponteiras CUSTOMER , gostaria de um som mais próximo das HARLEY, qual seria, poderia me sugerir algum, outra coisa as pontas do meu são cortadas na diagonal, acho esteticamente horrível. Abs
Avelar

wolfmann disse...

Avelar, não sei bem o que você espera de um "som mais próximo das Harley", mas supondo que seja a batida sincopada das carburadas, essa você não vai conseguir.

A Deluxe é injetada e tem sua marcha lenta na casa de 1000 rpm, enquanto as carburadas tem a marcha lenta na casa de 700 rpm.

O mais baixo que você vai conseguir é 800 rpm, mas precisa reprogramar a tabela da marcha lenta no mapa de injeção.

Quanto aos escapes, o escape mais comprado e mais conhecido é o Vance&Hines (importado) e deixa a moto com uma batida diferente do escape Customer.

Posso te sugerir que você dê uma olhada no Dominator (www.dominator.com.br) que não troca o escapamento, mas apenas as ponteiras e será a minha escolha para a minha Street Glide.

Outro escapamento muito usado, não é um escapamento, mas sim ponteiras Screaming Eagle fabricadas pela própria HD (eu uso na Fat), mas essas vem muito abafadas, principalmente após o compromisso firmado com as agências ambientais americanas que a HDMC celebrou em agosto.

Para descobrir exatamente o que você quer, te recomendo fazer uma pesquisa no Youtube onde existem vários videos de HDs e seus escapamentos.

abraço.

Unknown disse...

Oi tudo bem...comprei uma 1.200 Harley Xl, 2013, com apenas 7.000k, mas achei que o onco do escape é mais fraco do que imaginei... Falei com a pessoa que m atendeu na ABA, e falaram a respeito de colocar ponteiras, mas que o torque iria diminuir. Gostaria de uma opiniao de vcs. Obrigada

wolfmann disse...

A simples troca de ponteiras não costuma causar problema no uso da motocicleta, além do fato de ficar mais "sonora".

A troca de ponteiras originais por ponteiras esportivas implica em um escape mais livre, e por consequência de saída de gases mais rápida.

A saída de gases mais rápida implica em uma diminuição da compressão devido à câmara de combustão ter se esvaziado mais rapidamente e isso faz com que o motor trabalhe abaixo do esperado gerando um torque menor em baixas rotações, mas sem maiores prejuízos nas demais faixas de uso.

Portanto haverá uma ligeira perda de torque no regime de baixa rotação.

Muitos resolvem esse perda de torque com a colocação de arruelas formando um cone de torque, permitindo que o motor volte a trabalhar na compressão de projeto.

Outros resolvem remapeando ou enriquecendo a mistura, deixando a câmara de combustão em uma relação ar/combustível com mais combustível que a mistura stock.

Pela experiência que tive ao trocar as ponteiras da minha antiga Fat por outras mais livres, rodando quase um ano sem fazer nenhuma correção na mistura ou na saída dos gases, é que a perda de torque é muito pequena e muitos sequer a percebem como um problema.

Se aceita uma sugestão, faça a troca de ponteiras como está pretendendo e rode com a moto. Se a perda de torque implicar em um problema, você procura uma solução para isso, mas acho que você não vai sentir grande diferença no uso da motocicleta, pelo contrário: muitos afirmam que a moto fica mais solta e responde melhor.

Anônimo disse...

Olá amigo, sou muito novo nesse negocio de Harley, recentemente comprei uma heritage 2011, e a mesma veio com as ponteiras costumer, o vendedor não tinha mais as originais, tem um amigo que esta me passando umas ponteiras originais na fat boy 2014, você poderia me dizer se tais ponteiras são compatíveis na heritage?

wolfmann disse...

O grande problema serão os suportes das ponteiras.

Repare que a ponteira da Heritage passa por baixo da pedaleira do garupa. Já na garupa da Fat Boy, as pedaleiras estão entre os canos.

Verifique onde estão os suportes das ponteiras para ter certeza da compatibilidade.

Unknown disse...

Boa Tarde, vamos ao início do problema. Comprei uma deluxe 17/17, nas 2 primeiras semanas deu problema, descobriram que era o sensor de temperatura que estava em falso, dando problema na moto, super aquecendo e trabalhando somente com um pistão se não me engano. Trocaram a peça, usei a moto mais dois meses e dia 25/10/17, ela estava aquecendo muito e não ligava mais. Sorte que estava perto da loja da HD na cidade de Santos. A moto ficou lá. Me informaram que realmente estava aquecendo, está queimando abaixo do normal, estavam tentando achar o problema, poderia ser na injeção eletrônica, decorrente do problema no sensor de aquecimento que veio com problema de fábrica. Agora a pergunta é: Se deu problema no sensor, e poderia está causando dano na injeção eletrônica, qual mais parte da moto pode causar problema? Esse problema pode se tornar grave com o tempo? Perda da queima de gasolina ou super aquecimento não poderá causar outros danos a moto? Sendo zero km, era para pelo menos estar intacta, mas não, ocorreu esses problemas. Segundo a loja, estão verificando e se não achar o problema, terão que passar todas essas informações para os engenheiros da HD para tentar verificar o que está ocorrendo, podendo levar um bom tempo. Quais os riscos de ficar com essa moto, se não estão achando o problema?

wolfmann disse...

vamos por partes: qualquer motor tem uma temperatura de serviço, que se for ultrapassada durante intervalo de tempo longo pode vir a causar vários problemas com juntas, pistões, varetas e outras partes móveis do motor.

O motor HD é refrigerado a ar e depende muito da troca de calor entre os cilindros e o ambiente e o primeiro sintoma do superaquecimento é sentido pelo próprio piloto devido a dissipação de calor do motor embaixo do assento do piloto.

Motivos para superaquecer um motor refrigerado a ar são quase todos devidos a falta de troca de calor entre o motor e o ambiente, coisa normal quando a moto está parada no trânsito.

O seu problema foge a essa situação normal porque o sensor de temperatura é responsável pelo volume de ar na mistura ar/combustível e o seu mau funcionamento faz com que a injeção envie uma mistura em quantidade errada para ser queimada na câmara de combustão e superaquecendo toda a admissão e na pior das hipóteses você vai ter problemas com as válvulas e cabeçote.

O que aconteceu com a sua moto, se o problema é constante como você reporta, só se saberá após a abertura do cabeçote para constatar se houve sequelas causadas pelo superaquecimento.

O que pode ser feito você já fez: deixou a moto na oficina do dealer para determinar problema e solução em garantia.

Note que o dealer e a fábrica tem prazo legal para resolver o problema: trinta dias da entrada configurada pela sua cópia da Ordem de Serviço. Ao final do prazo legal eles devem entregar a moto com o problema resolvido ou fazer a substituição do bem, ou seja: ou resolvem o problema ou trocam a moto por outra igual.

Em caso de substituição do bem dificilmente você conseguirá uma solução amigável e muito provavelmente vai precisar recorrer a via judicial para resolver o problema.

Só posso te sugerir paciência neste momento e aguardar o laudo da fábrica sobre o problema do sensor e o superaquecimento, assim como as consequências do superaquecimento na moto.

De posse dessas informações você poderá avaliar o melhor caminho para resolver esse problema e resolver se fica ou não com a moto, que a princípio será entregue com total substituição das peças afetadas pelo superaquecimento.

Por último: ficar ou não com a moto se ela for entregue com o problema resolvido. É uma decisão pessoal e vou opinar com base no que eu faria: uma vez que a moto tivesse sido liberada com laudo e a informação do que foi feito e trocado nela, eu levaria no meu mecânico de confiança para uma segunda avaliação. Se tudo foi trocado e o serviço feito de forma correta não vejo problema em manter a moto comigo.

Se restar alguma dúvida sobre o serviço feito, eu me desfaria da moto. Não dá para rodar com uma moto que não confio.