sábado, 6 de julho de 2013

SERT ficou obsoleto

Minha interface SERT é antiga, praticamente a mesma idade da moto, e a sucessão de versões do Windows e o aperfeiçoamento dos notebooks simplesmente inviabilizaram o uso dessa interface que, em tese, seria um acessório válido ao longo da vida útil da moto.

Estou tendo um problema com a Fat onde uma das possíveis soluções seria um novo download do mapa da injeção. Até aí não teria problema: bastaria conectar o computador e fazer isso.

Engano meu: o computador que eu usava, um netbook Acer One, simplesmente deixou de funcionar há algum tempo e venho usando o software no meu computador atual, um notebook Dell i5.

O computador antigo usava Win XP e tinha porta serial, importante para conectar o SERT ao computador.

O computador atual usa Win 7 e não tem porta serial.

O software do SERT e do SEPST rodam no computador atual, do mesmo jeito que rodavam no computador antigo.

Dessa forma, usando um adaptador USB/serial, fui programar a injeção usando o SERT com o computador atual. A interface e o software reconheceram a ECU, colocaram o part number da ECU e o mapa em uso, mas não fez o download do mapa, dando uma msg de erro informando a impossibilidade de continuar (parou em 20% do processo) e avisando para contatar um dealer HD.

Problema com injeção, busca na web por uma solução. No fórum V-Twin, um colega americano reportou o mesmo problema, e a solução foi usar um computador com Win XP, dessa forma fui buscar um computador com esse sistema operacional.

Aí aparece a obsolescência do SERT: computador com win XP (ou anterior) e porta serial não são mais encontrados. Procurei no trabalho, passei msg nas redes sociais (Filipe me ofereceu um do trabalho, mas preferi não aceitar por ser próprio federal) e acabei encontrando um note na casa da minha irmã. Notebook HP antigo, com senha que ninguém lembrava e acabei precisando quebrar a senha esquecida para usar o computador.

Feito isso, consegui programar novamente a ECU.

Resumo da ópera: o SERT, que seria uma interface para casar com a moto, na realidade morre antes da moto. Hoje em dia não se consegue atualizar essa interface e não sei se o SEPST consegue ser atualizado, embora as versões "c" rodem com Win 7 (mas os computadores novos já estão sendo vendidos com o Win 8) e para conseguir voltar a programar a ECU com eficiência serei obrigado a abandonar o SERT ou manter um computador velho junto com a caixa de ferramentas.

Por essas e por outras que sinto saudade dos carburadores.

7 comentários:

Bayer - Old Dog disse...

Pois é... Um efeito colateral que eu nunca havia pensado. Taca esse computador na caixa de ferramentas e não tira ele mais de lá!

Apesar de adorar tecnologia, cada vez menos quero ela nas motos. Diferente do carro, são veículos que queremos que dure muito, que seja simples de arrumar, onde podemos botar a mão na massa. E a tecnologia, e a obsolescência programa que ela carrega não combinam com isso.

Um carburador, nesse sentido, é muito mais interessante que a injeção. Afinal, uma injeção carrega consigo um punhado de sensores e partes elétricas e eletrônicas, complexas e sujeitas a falhas.

Em motos, ainda acredito que menos é mais.

Mazz disse...

Wolf, faz assim: Clica com o botão direito no icone do programa e clica em modo de compatibilidade e escolhe win XP. (acho que vc já ate deve ter tentado isso, mas não custa postar hehe)

Abs

Mazz

wolfmann disse...

Não deu certo. Tentei também o emulador de XP, mas só está presente na versão profissional 64 bits.

Anônimo disse...

Eu comprei ano passado o Screamin' Eagle Street Performance Tuner Kit-41000008B, porem, só po r esses dias atraves de um post seu, soube que ele só faz o diagnostico, ou seja, o que eu queria fazer mudanças no mapa mas ... Pesquisando, achei o Screamin' Eagle Street Tuner Elec-Key #41000042.Alguem sabe para que serve esta chave ? Será que ela libera o mapeamento ?

Abs

Mauricio

wolfmann disse...

Maurício, esse equipamento não tem muita informação porque se destina ao uso na oficina do dealer.

Pela informação que obtive no Harley Tech Talk, também muito superficial, seria um token que associaria o Street Tuner com a ECU da moto, liberando o tuning para ser feito pelo dealer.

Ninguém esclareceu se essa liberação permite uso posterior fora do dealer ou se o uso Street Tuner permaneceria sendo feito exclusivamente no dealer, embora com acesso às funções bloqueadas transformando o Street em Race Tuner.

Anônimo disse...

Obrigado Wolf, acabei de falar com um colega que trabalha aqui comigo que tem um amigo que é mecânico na Harley do Rio, tentarei obter informações a respeito, tomara que ao menos possa fazer modificações no mapeamento, ao menos meu dinheiro não foi em vão, eu até estava estudando a compra do CENTURION U SUPER PRO da Technoresearch, segundo o fabricante, ele faz absolutamente tudo nas HD´s, desde as mais antigas até as mais novas, só que o preço é um pouco salgado, $ 1599,00 + USB KEY FOR DELPHI, MAGNETTI MARELLI & VDO, $224,00. Irei estudar se vale a pena, como não pertenço a nenhum moto clube, acho viável aos que pertencem, comprarem este tipo de aparelho, pois não irão depender do Dealer que costuma ser caro a manutenção ou upgrade.

Sds

Mauricio Costa

Anônimo disse...

Wolfmman,

Você pode tentar uma solução de virtualização (instalar o WinXP numa máquina virtual, no seu notebook Windows 7).
Uma que pode funcionar é o VirtualBox (www.virtualbox.org). É gratuito. Você só vai precisar de uma licença de WinXP para instalar na máquina virtual.

Abraços,
Fernando