domingo, 18 de março de 2012

Vou comprar minha primeira HD, e agora?

Nos cafés da manhã o que mais acontece é o vendedor indicar um proprietário de HD para um cliente que entra na loja procurando sua primeira HD.

O potencial comprador já começa impressionado com o número de motos paradas na frente da loja e o número de pessoas conversando no salão de vendas. É um ambiente que eu não vejo em outras revendas de motocicletas e realmente impressiona.

Aproveitando que o comprador já se impressiona com o ambiente, o vendedor normalmente começa a conversar falando que normalmente essas pessoas marcam passeios semanais e o comprador vai ficando animado até olhar os "precinhos" das etiquetas... tudo caro! Será que vale mesmo a pena comprar uma HD? Aí é hora de conversar com outros proprietários e sempre tem um que vai comprar a primeira HD, muitas vezes a primeira moto, e não tem nem idéia do que quer... ele quer uma HD, seja ela qual for.

Se vale uma sugestão: já que você quer comprar a marca e o HD life style, tente comprar uma moto que vá te servir e não uma moto que você não vai usar porque é pouco prática ou porque você não se sente à vontade usando.

Estabeleça qual é o seu perfil de uso: se vai usar somente no fim de semana para passear e/ou viajar; se vai usar todos os dias como veículo principal; se vai andar com garupa; se precisa de agilidade no trânsito e assim por diante.

Muitos fazem suas escolhas pela etiqueta de preço e logo se desanimam porque a esposa/noiva/namorada reclama da garupa. Outros porque o modelo escolhido não é tão confortável quanto você esperava. E assim por diante.

Se ao invés da etiqueta, você usar suas necessidades para escolher a moto, tenho certeza que não vai se decepcionar. Se o preço da moto que você precisa não cabe no seu bolso, procure uma usada. Vale a pena.

Depois disso tudo, tem sempre alguém que me pergunta: tudo bem, mas eu estou em dúvida sobre este ou aquele modelo. Qual o melhor?

Não existe melhor ou pior. Existe moto mais ou menos indicada para você.

Como exemplo, vou colocar uma situação onde eu escolheria uma moto zero dentro do catálogo 2012. Eu tenho 1,72 e peso 84kg. Nenhum gigante, mas também nenhum tampinha e mesmo assim tem algumas motos que não servem para o meu tamanho sem fazer alguma adaptação: como por exemplo a Blackline ou a Fat Bob. Do mesmo jeito existem outras que é sentar e pilotar como a Sportster 1200 custom ou a Deluxe.

Aí começa o perfil de uso: ando 98% do tempo solo, mas quando estou com a Silvana na garupa quero que ela se sinta confortável. Ela não viaja de moto, mas nas vezes que está comigo é para pequenos percursos dentro da cidade, e muitas vezes dentro do nosso próprio bairro.

Uso a moto todos os dias, pego transito forte, mas não é um transito que posso chamar de pesado e os corredores na zona sul costumam ser bem largos. Portanto agilidade no transito urbano não é um condicionante.

Quando viajo, é 100% solo e posso usar o banco do garupa para prender minha bagagem. Na cidade normalmente prendo a bolsa/mochila na moto e o capacete fica normalmente preso por um cadeado no guidão.

Perfil estabelecido, vamos ao gosto pessoal: descarto sem dó as XR1200 e as V-Rods por gosto pessoal.

Não acho a Sportster uma escolha viável pelas inúmeras modificações a serem feitas (comando avançado, troca de amortecedores traseiros e talvez molas ps na dianteira, banco e guidão). Do mesmo modo a Dyna Custom segue o mesma lógica para inviabilizar (preciso trocar comando avançado, guidão e banco). A Switchback veste bem, mas não gosto de windshield ou alforges laterais e também descarto o modelo. A Fat Bob precisa trocar o banco para vestir bem, mas é a novidade que mais me agrada.

As Fat Boys (tradicional e special) melhoraram muito com o novo banco, mas o guidão precisa ser trocado assim como os cabos. Questão de avaliar o custo. A Deluxe é um modelo para aqueles que gostam de cromados, como não sou o mais indicado para mantê-los brilhando já descarto essa opção. As Heritages tem muitas inutilidades para mim (windshield, alforges, sissy bar fixo), sem falar no preço. A Blackline me agrada, mas preciso achar uma solução (que talvez seja bem cara) para ela vestir bem: inicialmente trocaria o banco, mas talvez precise mexer no guidão e isso começa a ficar caro por conta do velocímetro fora do tanque.

As tourings são uma opção para quem quer conforto na estrada. A Road King e seus alforges sempre me agradou, mas não gostei de pilotar. As Ultras são para quem tem um garupa constante e a Street me agrada e é uma opção interessante para quem viaja solo, precisaria de um sissy bar destacável para poder levar a Silvana nas vezes em que ela anda comigo.

Hora de olhar a carteira: preciso de R$ 63.000,00 para comprar uma Street Glide e acho que não tenho coragem (ainda) para encarar uma despesa dessas. Para uma Fat Boy é preciso R$ 49.000,00 e mais uns R$ 2.000,00 para trocar o guidão e cabos. A Blackline é mais barata (R$ 42.000,00), mas deve gastar uns R$ 3.500,00 para banco e guidão. Já a Fat Bob é a mais barata: R$ 41.000,00 e a troca do banco não deve passar de R$ 1.000,00.

Resumo da ópera: compraria a Fat Bob. Modelo novo, novidade para aprender a usar e menos dindin para ser gasto. Se criar coragem, uma Street Glide pelos mesmos motivos e mais a curiosidade de saber como seria pilotar um "caminhão" carenado.

Agora cabe a cada um decidir qual vai ser a sua HD.

51 comentários:

Wilson Roque disse...

Por experiência própria, sugiro bastante reflexão sobre o uso da HD, como bem disse você. Eu comprei uma Deluxe e seis meses depois vendi (coisa que me arrependo) e comprei minha Ultra Glide (que é a melhor moto que já tive). Na realidade, queria comprar a Ultra desde o início, mas fiquei assustado com o preço. Seis meses depois o preço já não assustava tanto. Ainda acho um absurdo o preço, aqui no Brasil, de qualquer coisa com a marca HD. Mas só compro aqui a motocicleta mesmo, o resto trago dos EUA.

Anônimo disse...

Também acredito que, quem compra pela logica, compra melhor. Quanto a emoção, qqr H-D que vc compre, vc vai ter.

Como já rodei em cidade, viagens curtas e viagens longas, constatei que a FatBoy foi uma excelente compra, pois me atende em tudo que eu preciso.

Abraços

Anônimo disse...

Wolf, achei excelente a avaliação.
Também comecei por impulso (monetário) e comprei uma 883 Custom, carburada, para uso diário e viagens. Hoje estou com uma Heritage Classic, que também utilizo no trânsito diário, mas que me proporciona muito mais conforto, potência e melhor acondicionamento da bagagem. Se fosse adquirir uma nova moto, optaria pela StreetGlide.
Abraços,
Carlos - Porto Alegre

Anônimo disse...

Com o advento do acelerador eletrônico, será que o guidão da Fat Bob seria fácil de mudar , instalando um riser pullback ?
O guidão dela é lá na frente e a posição de pilotagem comprometida para os mais "veteranos".
Abraço.
leoclima

wolfmann disse...

Leo, as Dynas ainda não vem com acelerador eletrônico, aliás nem as softails.

Eu começaria mexendo no banco. O conjunto riser/guidão da Fat Bob me agrada bastante e tentaria não mudá-lo.

Anônimo disse...

Wolfman, estou com uma Ultra Classic 2008 com apenas 200kms rodados, freios abs, nunca nem pegou chuva... Ipva pago, totalmente original. Estou pedindo R$45mil nela. Sou do RJ. Se souber de alguém interessado, meu email e emarciano@bol.com.br. Obrigado,

Ademir disse...

Alguma sugestão de banco para a fat bob? Ótimo blog!

wolfmann disse...

Marciano, te recomendo deixar um anúncio no Biker Friends (site e grupo no Facebook) por ter mais visualização.

Sorte na venda.

wolfmann disse...

Ademir, eu compraria um badlander por já usar um na minha Fat.

Outra opção, mas esta é para um banco solo, de banco para melhorar a pilotagem dos baixinhos é super reduced reach (p/n 54384-11) que traz o piloto para frente até 3 polegadas e é mais baixo 1 polegada que o banco original permitindo plantar bem o pé no chão e ficar mais perto dos comandos.

Anônimo disse...

gostei do seu blog,Wolfman! parabens!
rapaz estou numa duvida em comprar um HD. gostei muito da fatbob mas nao consegui um test drive. estou saindo de uma shadow e estou entre uma fatboy ou uma fatbob. uso todos os dias em sao paulo e ando solo tbm. me preocupa um pouco o peso e largura da moto. a manutencao tbm eh algo q conta muito..como funciona aqui no br? tenho q ficar preso as concecionarias? li cada coisa no reclame aqui...
abs Paulo

wolfmann disse...

Paulo, em São Paulo é bem mais fácil. Existem várias opções, tanto para oficinas como para compra de peças e acessórios.

Uma vez comprando uma moto zero, você decide se vai manter a garantia válida e nesse caso vai precisar usar os serviços da autorizada (as duas autorizadas tem bons e maus relatos). Eu recomendo fazer pelo menos a primeira revisão na autorizada pois 1600 kms é pouco para ter certeza que não tem nenhum pepino escondido.

Sobre a troca da Shadow pela HD, o que posso te dizer é que troquei uma Drag Star pela minha Fat Boy e não me arrependo. Uso a moto no transito carioca todos os dias. Vai ser questão de se acostumar.

A Fat Boy vai ser uma moto mais confortável que a Fat Bob (não tem a vibração do motor presente nas dynas), mas a Fat Bob é novidade.

A Fat Bob é a minha escolha nesse catálogo 2012 por motivos de gosto pessoal.

A decisão é sua, mas com qualquer uma das duas vai estar bem montado.

guilherme disse...

olá wolfmann. estava certo na compra por uma blackline, depois da sua observação da fat bob, achei bastante interessante.a fat bob tem abs como a blackline? aquela trazeira empinada pra mim é o único defeito estético na minha opinião. tenho 1,86 ando basicamente na cidade, qual modelo você me aconselharia? obrigado.

wolfmann disse...

Guilherme, tamanho não é problema para você.

Rodar na cidade exige uma moto mais ágil e no catálogo HD a mais ágil é a Sportster, mas aí o tamanho é problema... vai ficar pequena para você.

Já as tourings precisam de tempo de uso para conseguir a agilidade necessária para os corredores urbanos.

Entre Fat Bob e Blackline, minha preferência é pela Fat Bob. Ambas tem ABS, mas alguns detalhes na Fat Bob me agradam mais do que o belo projeto da Blackline: o disco duplo na dianteira, as rodas em liga leve dispensando a câmara de ar, o escapamento 2x1 e o moto um pouco mais "animado" das Dynas em relação ao motor das softails.

A Blackline com certeza será mais confortável pela suspensão traseira melhor desenvolvida, mas em ambas o banco do garupa vai precisar de melhorias.

Já postei antes e continuo mantendo a Fat Bob como a minha preferência nesse catálogo brasileiro.

Victor disse...

Boa tarde Wolfmann!
Primeiramente muito obrigado pelo blog, estou comprando minha primeira moto e vai ser uma HD. Estou em dúvida entre a Sportster 1200 CB e a Fatbob. Meu uso vai ser urbano e pequenas viagens (até 150 km). Montei a Sportster 1200 CB e me senti extremamente confortável, já na Bob meu tronco fica inclinado para frente e não sei se isso tem solução (eu realmente achei a 1200 mais confortável mas na loja todos me indicam a BOB). Tenho 1,80m e 90 kg. Minha pergunta é a seguinte: A Fat Bob anda muito mais do que a 1200 custom? E outra: o freio ABS faz muito diferença em motos? Muito obrigado!

wolfmann disse...

Victor, comparando números você já percebe que a Fat Bob tem um motor com desempenho melhor: o Evolutin 1200 da Sportster deve gera uns 55 hp e 9 kgf de torque contra o Twin Cam 96 ci da Fat Bob que deve gerar 76 hp e 12 kgf de torque. Os números relativos à potência não são divulgados pela HDMC, mas não devo estar muito longe da realidade.

Com 1,80m a Sportster é uma moto que vai ficar pequena para você, acho que a Fat Bob vai vestir melhor, mesmo com o detalhe do guidão, que pode ser facilmente resolvido, primeiro regulando o guidão e se não resolver, trocando banco ou o próprio guidão.

E o ABS é um diferencial bem vindo em qualquer moto.

Eu prefiro a Fat Bob, mas é bom fazer um test drive para se decidir.

Abraço.

FOGO NUESCAPE disse...

Olá amigos, também foi complicado no início pra mim, sempre achei legal a XL1200 CB( aquela fosca com guidao mini ape), mas quando fui pesquisar mais a fundo sobre as harleys, pude entender, as softail(ou 'rabo suave') são o melhor custo benefício, são confortáveis e relativamente baratas, mas em compensação quando fui fazer um teste drive, andei na heritage classic, que por sinal muito boa, confortável tanto para o piloto quando para o garupa, mas precisava de alguns acessórios, mata cachorro, pedal plataforma para o garupa . Dai quando voltamos do test drive a gente ainda não tinha reparado, mas lá no canto tinha uma Road King, na qual vi que já vinha com os acessórios que iria comprar se pegasse a heritage, no caso a Road King só precisei do sissybar, resumindo, comprei a Road KIng sem fazer o teste e hoje estou super satisfeito, completa, suspensão touring, bancos excelentes, esquenta menos, piloto automático e como o garoto já disse toda harley independente de qual for será uma sensação inexplicável, é viciante! Abraço

Anônimo disse...

Ola, primeiramente parabens pelo blog. Gostaria de ajuda de voces. Estou mudando de estilo, saindo de um Ninja para uma Custom HD. Estou com a mira apontada para a linha Dyna (superglide e fat bob). Acho a fat bob muito mais estilosa mas minha duvida é a seguinte, tenho 1,67m sou baixinho. Na fat bob, devido aos comandos adiantados sera que terei dificuldade de ajuste?

wolfmann disse...

não há nada que não posso ser resolvido em uma custom.

Com a sua altura, com certeza você vai ter problemas na Fat Bob. Sei disso porque eu me sinto longe dos comandos e sou pouca coisa mais alto que você.

Solução seria usar um banco reach seat que te deixa duas polegadas mais próximo do guidão e comando avançado e se isso não resolver, te recomendo a troca do riser por um pull back riser de 4,5 polegadas que vai trazer o guidão para trás.

Outra sugestão é experimentar a Softail Deluxe, que tem uma ergonomia bem mais adequada a nós baixinhos.

parapafly disse...

Bom dia amigo....antes de mais nada meus parabéns pelo excelente blog e sua utilidade eh de fato show de bola...
Minha primeira moto foi uma shadow 750AM. ..amei a maneira confortável e segura que encontrei nessa moto...mas meu sonho se consumo sempre foi uma HD. ..em particular me identifiquei muito com a fat boy. ...mas não consigo dispor no momento desse recurso financeiro ....encontrei um amigo vendendo um FX 2005...num excelente preço. ....Gostaria de saber a relação custo beneficio dessa moto. ...ela está com 25 mil rodados. ...fiz um teste driver e vi a diferença gritante entre minha shadow e a futura moto...vc pode me falar da fx ???

Luiz Eduardo Damasceno Junior disse...

penso em comprar minha primeira HD, até então só possui motos de baixa cilindrada. Minha intenção usa-la somente para passeios e viagens,não pego transito intenso pois moro no interior do estado, andarei a maioria das vezes com garupa, tenho 165m e peso 74kg, gosto muito da fat boy e da deluxe, mas tudo de longe, nunca andei em uma. Qual seria a mais indicada pra mim?

wolfmann disse...

A DeLuxe é a softail com menor altura de selim.

Se você não tem uma preferida, comece sentando nas duas e veja onde se sente melhor, mas acredito que vai se sentir mais seguro na Deluxe.

Abraço.

Lucas Belmont disse...

Sempre sonhei com uma Harley, se for a fat boy então melhor ainda e gostei muito das suas dicas. Atualmente piloto uma Shadow 750 modelo 2014, mas já comprei pensando em vendê-la daqui há alguns anos e usar o dinheiro pra dar de entrada em uma Harley. Suas dicas vão ajudar muito, valeu mesmo!

Anônimo disse...

Boa noite me chamo Raphael Branco. Vou comprar minha primeira HD. Estou inclinado a comprar uma Fatboy special 2012 usada. Mas na ultima hora vi uma Blackline 2012 novinha e por um ótimo preço. Gostaria de saber se vale a pena eu investir em uma moto que ja saiu de linha como a Blackline. Oi se devo investir em uma moto que tem pelo menos 25 anos na estrada, como é o caso da fatboy.

wolfmann disse...

A família da Blackline e da Fat Boy é a mesma: são softails e dividem o mesmo motor (TC96), caixa, suspensão e eletrônica.

A diferença fica nos detalhes: instrumentos, guidão, farol e afins.

A manutenção não vai ser diferente, a necessidade de peças será a mesma e exceto um problema bem específico como trocar o guidão ou o velocímetro você vai usar peças da família softail independente do modelo.

Se a sua dúvida é em relação ao momento da revenda, a Fat Boy sempre terá um mercado maior por ser um modelo menos dependente do gosto pessoal. A Blackline sempre será uma moto que terá um mercado menor exatamente por ser diferente.

Se a dúvida for em relação ao uso, a ergonomia da Blackline te deixa em uma posição menos confortável se você for baixinho exigindo algumas modificações que a Fat Boy não exigirá, além do fato da Blackline te impor um estilo definido de customização pelo projeto já "customizado de fábrica".

A decisão é sua, mas eu não compraria a Blackline. Não por ser uma moto fora de linha, mas sim por ser baixo e precisar fazer muitos ajustes para deixar a moto pronta para meu uso.

Estar fora de linha é um detalhe menor quando se avalia um modelo Harley-Davidson.

luiz lyra disse...

MUITO BOM O SEU BLOG, TENHO ACOMPANHADO E JÁ LI A SUA OPINIÃO QUANTO A PRIMEIRA MOTO. TENHO 185 95KG FAZENDO 60 ANOS FINAL DO ANO . SENDO A PRIMEIRA MOTO ESTOU PENSANDO EM UMA FAT BOB. ESTOU TIRANDO A HABILITAÇÃO E O QUE ACONSELHA A UM PRINCIPIANTE. GRANDE ABRAÇO - LUIZ

wolfmann disse...

Luiz, te sugiro um bom curso de pilotagem.

Aqui no Rio recomendo sempre o Rider Pro Brasil. Eles tem página no Facebook e você pode deixar msg para fazer contato.

Muitos kms pela frente.

Abraço.

Otomar Antoniolli disse...

Boa Noite Wolfmann,
Apesar de nunca ter andado com uma HD, aprecio a marca.
Tenho 1,80 e 80kg, utilizarei para viagens de 500km/dia e passeios nos finais de semana, sempre com a esposa; bagagem para duas pessoas; estilo mais clássico; costas em posição normal; investimento moderado, para entrada em uma HD, talvez uma usada.
A dirigibilidade das opções com pneus mais largos na dianteira dificultam muito a dirigibilidade?
Poderias sugerir qual HD seria mais indicada?
Obrigado.
Otomar

wolfmann disse...

Ótimas, essa postagem é de 2012 e o catálogo atual tem algumas diferenças (a Blackline e Switchback saíram de linha, temos a Street Bob, Low Ride e Breackout).

Do mesmo modo você não comenta sua experiência com motocicletas, apenas que será sua primeira HD.

Com 1,80m você não encontra dificuldades com nenhum modelo, pelo contrário: alguns modelos serão pequenos para você.

Para viagens com garupa eu descartaria as Dynas, Sportsters e VRSC. Tourings e Softails são as mais confortáveis.

Entre as Softails, a garupa mais confortável é a Heritage e Fat Boy precisa de um banco mais confortável, mas ainda é uma boa escolha. Deluxe e Breackout não são boas opções: a Deluxe é muito baixa e a Breackout não tem uma posição de pilotagem com as costas em posição reta.

Entre as Tourings, a Limited tem a melhor capacidade de bagagem, melhor posição de pilotagem e garupa mais confortável. A Road King é uma opção, mas precisará de modifucação no banco para dar mais conforto à sua garupa, descarto a Street Glide pela suspensão de mola que com garupa acaba sendo muito desconfortável.

A maior roda dianteira é a da Fat Boy (140 mm), as demais são 130 mm, portanto a dirigibilidade é semelhante.

Na escolha de uma usada, dê preferência ara motos acima de 2011, pois já vem com ABS. Entre as Tourings, se encaixar no orçamento, de preferência às 2014/2015 pela atualização feita pelo Rushmore Project (refrigeração hibrída, infotainment e ABS Reflex). Decidindo por uma zero, compre agora uma Touring: as motos não tem mudança além de novas cores e você consegue um preço bem mais em conta.

Tudo isso partindo da premissa que tem experiência com motocicletas, pois esses modelos são os mais pesados no catálogo HD.

Abraço.

Igor da silva costa disse...

Eu com 1,85m e 107 kg ficaria bem em uma Deluxe??(sem modificações)

wolfmann disse...

Igor, eu considero a Deluxe como a moto mais user friendly da Harley-Davidson.

Tem uma boa altura de assento, guidão confortável e permite uma boa posição ao piloto.

O seu problema é o peso: com mais de 100 kg em uma moto que tem uma altura de assento baixa, provavelmente você vai raspar bastante o quadro em qualquer lombada, mesmo regulando os amortecedores na posição mais dura.

E, conforme a sua postura, pode ser que acabe precisando de um back rest (encosto para o piloto) para aliviar a dorsal.

Apenas para comparação: sente na Deluxe, na Heritage e na Road King e veja em qual se sente mais confortável.

abraço.

Rodrigo Araujo disse...

Belo blog, tenho 178 e 100kg, comprei uma XL1200 Custom, posição achei confortável, mas o garupa odiou!!!
Preciso de dicas para melhorar o conforto ( trocar suspensão, por uma de maior curso, trocar banco, Sissa bar)
Parabéns pelo blog

wolfmann disse...

Rodrigo, o caminho das pedras você já sabe: suspensão, banco e sissy bar.

O banco original é caro, mas não custa pedir preço na HD Floripa pelo Sundowner: é um banco com espuma alta e bem confortável. Para buscar opções nacionais, o melhor lugar ainda é o Pedrinho Bancos em São Paulo.

Antes de trocar as suspensões, tente endurecer ao máximo sua suspensão traseira e use um um óleo 20w nas bengalas dianteiras. Se não funcionar, a solução é apelar para as Progressive Suspension e ver qual o mais indicado para o seu peso agregado ao peso da garupa. Note que essa suspensão vai deixar a moto bem mais dura.

E finalmente os Sissy Bars: para o original, cote com a HD Floripa e para opções nacionais você vai achar vários vendedores nos grupos de peças HD no Facebook, eu já vi o trabalho do Marcelo Sacerdotes e achei muito bom (procure por MS Custom no Facebook).

Abraço.

Rafael Ortiz disse...

Wolfmann,
Parabéns pela clareza na tua exposição. Identifiquei -me com tua argumentação por ter feito raciocínio semelhante faz pouco tempo e acabar comprando uma Fat Bob, 2013, 8mil km, show de bola. Minha primeira moto. Bueno, com relação ao banco que sugeres a troca, gostaria de saber a opinião do amigo sobre qual banco comprar. E ainda, se nao for pedir demais, o que achas das tais almofadas de gel ou de ar para melhorar o conforto. Um abraço, Rafael.

wolfmann disse...

Rafael, a minha troca de banco seria para me trazer para uma posição mais próxima dos comandos, sem pensar em conforto. Com essa intenção o banco mais indicado é o Reach Seat, solo, que promete trazer o piloto para frente entre 2,5 e 5 cm.

Pensando no conforto, o Sundowner é um ótimo banco e tem versão solo e com garupa.

Sobre as almofadas: a HDMC vende uma almofada a ar chamada Road Zepelin que te permite regular a maciez inflando a almofada conforme a sua necessidade.

Não usaria almofada de gel, se a opção for por esta almofada você vai ter melhor resultado se mandar reformar o seu banco original colocando gel junto com a espuma. Essa opção não deixa o banco tão alto, podendo manter a forração original e acrescenta bastante conforto para as viagens.

Abraço.

Emílio Cardoso disse...

Wolfmann, meu nome Emilio Cardoso, ótimas informações colhidas no seu blog. Hoje eu tenho uma CB 500X, mas já tive uma Drag Star 650, mas meu sonho é uma HD, estou na fase de escolha, e com muitas dúvidas, mas como você comenta e eu passei a concordar, vou escolher a moto e posteriormente encacho no bolso, nova ou usada. Eu tenho 1,76m e 75 Kg, minha esposa tem 1,66m e 65 kg, minha utilização é mais nos fins de semanas e feriados, e gosto de viajar, distâncias de 300 km a 600 km, 90% com garupa. Visitei uma loja HD e adorei a Dyna Low Rider, pensando em trocar apenas o banco por conta da garupa, o que acha? As Sportster 1200 eu achei baixinha e pequena, não gostei, eu vejo que muitos indicam a Fat Boy, mas eu não olhei, pois no dia eu estava de certa forma seguindo o bolso. Aguardo o seu comentário sempre muito sensato.
Abraço

wolfmann disse...

Emílio, o problema da família Dyna é a suspensão traseira pouco confortável quando se anda garupado.

Você e sua esposa não são pesados e talvez uma regulagem mais dura possa evitar que a suspensão dê fim de curso facilmente. A troca do banco vai dar mais conforto à sua esposa.

Falando exclusivamente sobre as garupas antes de comentar sobre os modelos, a melhor garupa da HD (e considero das motos turismo e grã-turismo também) é a Limited e suas primas mais antigas Electra e Ultra Glide.

Depois desse modelo, uma garupa que não precisa fazer nada é a Heritage Classic.

Esses dois modelos tem bancos para o garupa largos e espessos.

Fat Boy e as Softails de maneira geral tem a favor a suspensão mais bem resolvida quando se roda com garupa, mas o banco é fraco.

As Sportsters são de uma maneira geral motos para andar solo, e a Custom como você mesmo já citou me dá a impressão de ser muito pequena.

Sobre as motos para pilotar: com 1,76m você vai ter poucos problemas com as Dynas e Softails. O peso das Tourings pode ser um fator que traga insegurança, mas nada que o tempo e rodagem não resolvam.

Sobre a sua escolha: tenha em mente o valor das despesas com a troca do banco, compra de alforges (sempre muito bem vindos pela esposa para trazer "comprinhas" do passeio), sissy bar (encosto para dar maior conforto à garupa) e um possível wind shield (o parabrisa que muitos gostam: eu não gosto mas não custa citar).

Uma Low Rider vai te impor esses custos e talvez o custo para melhorar os amortecedores. Uma Fat Boy vai te impor os mesmos custos com exceção da suspensão, mas os preços já começam mais altos e não cobrem o possível gasto com a suspensão.

Uma sugestão: olhe a Heritage Classic sem preconceito (muitos não gostam pelo visual vintage que remete à "moto do tiozão") e se continuar preferindo a Low Rider (sua primeira citação e portanto estou assumindo que seja a sua preferida atual), busque um modelo 2015 porque as 2016 só trazem mudanças nas cores e um aumento bem salgado para o mesmo pacote mecânico e eletrônico oferecido em 2016.

abraço.

Emílio Cardoso disse...

Muito obrigado pela explicação, mas realmente a Low Rider me encantou, e creio que alterando o banco e colocando uns alforges para viagem, vai deixar ela pronta pró meu uso, e correndo tudo bem pretendo ter uma parceria duradoura. O modelo me agradou a primeira vista, não é a mais barata, mas é a moto.

Valeu.

Marco Bracaioli disse...

Wolfman, ótimo post! Tenho pesquisado muito sobre HD, mas a maioria dos posts que encontro são antigos e tenho me sentido um pouco perdido para realizar uma escolha. Tenho 28 anos, 1,69 de altura e atualmente 130kg, em maio realizarei cirurgia bariátrica e a ideia é perder uns 30kg até o final do ano. Enfim... Decidi mudar um pouco o rumo da minha vida e realizar o sonho de ter uma HD. Estou começando a tirar habilitação para moto, nunca pilotei nenhuma outra e quero que a primeira seja uma HD. Desde o início fiquei apaixonado pela iron883, mas todos meus amigos dizem para eu pegar uma FatBoy, inclusive amigos que tem HD e me desaconselharam a pegar a Iron. Agora estou com muitas dúvidas... Pego uma Iron nova? Vale a pena? Ou uma FatBoy usada? Até qual km de usada vale a pena pegar? Meu uso será no dia a dia e viagens 1 ou 2 vezes ao mês.
Desde já obrigado!

wolfmann disse...

Marco, eu sou partidário de começar a vida em duas rodas com motos menores. Fiz um post posterior a este onde coloco várias opiniões sobre o assunto, algumas recomendações e experiências que valem a leitura (http://wolfmann-hd.blogspot.com.br/2015/09/primeira-moto.html).

Sobre a sua dúvida: Iron ou Fat Boy, em qualquer uma das duas você terá de fazer alterações para o seu biotipo (baixo e pesado até que a cirurgia seja feita e tenha resultados). É certo que seu biotipo terá mudanças, mas mesmo mais leve, a sua altura sempre será um limitador implicando em eventual troca de banco.

Eu sugiro iniciar com a Fat Boy (dê preferência pela Special), que mesmo sendo mais pesada (cerca de 60kg mais pesada) tem uma pilotagem mais amigável. A Iron é mais exigente e com certeza perdoa menos os erros dos reais iniciantes.

Por outro lado, o seu perfil de uso (diário com pequenas viagens) indica a Iron, pela maior agilidade na hora de enfrentar o trânsito.

As novas Iron ainda são uma incógnita a respeito das alterações (banco e suspensões), mas os relatos iniciais aprovam as mudanças feitas.

Quilometragem rodada é apenas um parâmetro na hora da compra de uma usada, considero um uso normal para HD (usada como lazer e não como veículo de "batalha") até 4000 kms/ano, mas nada desabona a moto mais rodada que seja mantida com atenção.

Recomendo que não abra mão do ABS: nas Fats eles aparecem a partir de 2011 e nas Irons a partir de 2014.

E por último: não tenha pressa. Faça sua cirurgia, recupere-se é só depois faça a sua escolha, de preferência após ter feito um test ride. Se as duas te servirem, compre a sua preferida desde do início, afinal é a moto que te motivou a tirar a carteira.

Boa cirurgia e boas estradas.

Marco Bracaioli disse...

Muito obrigado pela resposta é pelo conselho. Mesmo estando muito ansioso para comprar vou sim esperar os resultados da cirurgia.
Mais uma vez obrigado!

Henrique Silva disse...

Comprei uma FatBoy 2010 hoje. Ainda não andei com ela mas sentirei dificuldade por ter guidão Seca, pois pilotava uma tenere 2015. Espero muito que me traga boas alegrias. MAs estou com medo da potência e peso da gorda.

wolfmann disse...

Henrique, tudo é experiência.

Para te dar um exemplo pessoal, eu levei quase 4 meses para me acostumar a rodar com a CVO, isso partindo de uma Fat Boy.

Portanto, é ter calma no início. Eu sugiro um curso de pilotagem para aprimorar a técnica em baixa velocidade.

Marcio Santiago disse...

Amigo meu nome é marcio. Já tive varias motos. Atualmente tenho uma yamaha midnight star 950 e estou querendo comprar uma dyna stree bob 2016. gostei muito do estilo dela. tenho 1,75m e 108kg sera que não vou ter problemas com o guidão mini ape hanger.Será que vou me sentir confortavel nesta moto?

wolfmann disse...

Marcio, acho que você não terá problemas com a Street Bob em relação a sua altura.

Talvez o seu peso te obrigue a regular a suspensão traseira na posição mais dura, mas isso só com o uso para determinar.

O mini ape tem uma altura bastante confortável (12 polegadas) e deve ser o detalhe que menos vai te incomodar. Se achar que está atrapalhando, tente uma Dyna Low Rider.

Te recomendo um test ride, prestando atenção a detalhes como apoio da lombar, se os braços estão muito esticados e o acesso aos comandos de pé e mão, nos dois modelos, Street Bob e Low Rider, para poder comparar.

Lembrando sempre que a ergonomia é a parte mais simples de ajustar nas HDs.

Thiago disse...

Boa noite, Wolfmann!

Antes de tudo, seu blog é muito bom! Parabéns!

Tenho 29 anos, 1,83m, 78kg. Nunca tive uma moto e pilotei apenas algumas poucas (bem poucas) vezes, motos bem pequenas e muito simples, como as Hondas Biz.

Recentemente fiz um passeio, como garupa, junto com um amigo e, após uma boa conversa sobre motos, resolvi que compraria minha primeira moto.
Como sempre tive uma admiração enorme pelas Harleys, resolvi então que essa seria minha primeira moto.

Minha limitação hoje é financeira então preciso iniciar com motos de entrada (sportster, no máximo uma Dyna). Comprando uma zero, já modelo 2017, a única que cabe no meu bolso seria a nova Iron 883. Fui em uma loja da Harley (vale dizer que moro no Paraguai e as Halreys vendidas aqui são americanas) e me deparei com uma Fat Bob 2014, com 7.000km.
Em uma análise inicial, levando em conta todas as alterações que eu precisaria fazer na Iron 883/2017 (comando avançado, banco duplo, sissy, peggs para passageiro, etc...), pois minha esposa vai sempre rodar comigo, os valores se igualam. Essa fat bob já está toda completa, pronta pra rodar.

Meu uso seria apenas para finais de semana! Passeio, curtir e, no máximo, viagens curtas para passei também porém sempre acompanhado
Como sou iniciante e não entendo muito, estou buscando opiniões e acabei achando seu blog.

A pergunta é, Iron 883/2017, sabendo que gastaria com as adaptações, ou Fat Bob 2014 já pronta e em excelente estado? Para uma primeira moto, para alguém sem experiência, a Fat Bob seria demais?? Existe uma mais indicada para iniciantes??

Muito obrigado!

Abraço!

wolfmann disse...

Thiago, a Iron sofreu várias alterações em 2016 (principalmente nas suspensões), mas ainda não é a moto mais indicada para quem quer andar garupado.

Eu escolheria a Fat Bob para poder dar mais conforto à garupa.

Sobre a HD ser indicada para iniciantes ou sobre qual seria mais indicada, eu não recomendo a ninguém começar por uma HD. São motos pesadas, de grande torque e que necessitam de experiência para obter o que elas podem entregar de melhor, mas você já se decidiu.

Um modelo que você não citou, a Deluxe, é o que considero de uso mais amigável por ser um chassi neutro, sem vibrações e de fácil pilotagem. Para iniciar com uma Iron ou uma Fat Bob vou ter sugerir muita calma e treino antes de enfrentar possíveis situações complicadas.

Se puder fazer um curso de pilotagem de baixa velocidade, recomendo também.

E antes de decidir faça um ride test: experimente a Iron e a Fat Bob antes de passar o cheque.

abraço e boas estradas.

Eduardo disse...

Wolfmann, te parabenizo pelo blog. Tenho 1,69m e 68k, pretendo comprar uma HD Road King usada, da qual trocaria o assento para adaptar um com garupa. Seria minha primeira moto, basicamente para passeio, não tenho pressa em aprender a pilotar e me adaptar a uma HD. Vale a pena?

wolfmann disse...

Eduardo, a ergonomia é coisa facilmente solucionada nas HDs. Talvez você precise regular o guidão também após a troca do banco.

Se esse é seu problema, vale bastante a pena.

Murilo disse...

Amigo, preciso de uma opinião e ajuda sua!
Ja tive moto e por ultimo agora tive uma XL 1200cb...
Ja vendi e em breve comprarei uma nova moto...

Estou em dúvida em 2: street bob ou deluxe...
Tenho 1,72 e ja andei na Deluxe, gostei MUITO e pendo a pegar ela...
A questão é: corredor.... eu gosto de uma pilotagem um pouco mais agressiva... Embora 80% do meu trajeto é pista, as vezes entro na cidade (SP/Campinas) e queria saber como é manejar ela pelo corredor... vai bem?!

A street bob fiz um test ride em uma com comando avançado, não gostei do comando, não me alcancou mto bem... ainda nao tive a oportunidade de andar em uma com comando central....

o q vc acha? o que sugere? poderia me dar uma opiniao?

mto obrigado!

wolfmann disse...

Murilo, eu nunca tive dificuldade com a minha Fat Boy no corredor, já rodei com a Deluxe e ela precisa de um pouco mais espaço por ter o guidão mais baixo e largo, mas nada que a prática não resolva.

A Street Bob vem originalmente com o comando central, essa que você experimentou já foi modificada.

Para rodar no corredor a Street Bob vai passar mais facilmente por ter o guidão mini ape (fica na altura para passar por cima dos retrovisores).

Para uma pilotagem mais agressiva eu te indicaria a Street Bob, é uma moto mais leve e mais alta. A Deluxe é uma moto mais neutra e a gente tende a fazer uma pilotagem mais sossegada.

Eu prefiro as Softails a qualquer Dyna, basicamente pelo conforto das suspensões e o quadro mais acertado evitando as reboladas que as Dynas costumam dar.

abraço.

Murilo disse...

Valeu, meu caro!! A Fat bob eu ja testei e não gostei... o comando avançado até me alcanca bem, mas eu freio meio pra frente, pq minha perna fica no tanque... não casou! talvez com comando central ficasse dez, mas seria mais um investimento...

A street bob, farei um teste na low rider sexta pra ver o comando central, é uma opção...

A Deluxe eu colocaria um Seca Suvaco de 14, que passa por cima dos retrovisores, e me parece ser ok pra transito e tals, acho q dá...
Nessa configuração, vai bem??

Andei na Deluxe e achei um tesão, forte, não mto grande e confortavel demais, mas nao andei mto pra tirar conclusos do corredor...

Por fim, quanto à Dyna, se gostar do comando central pode ser uma opção pq até a Sporster nao achava tão desconfortavel...

Mas se a deluxe for bem no corredor e tals, Deluxe com ctz!

Valeu a ajuda!