domingo, 21 de outubro de 2012

café da manhã na Rio Harley-Davidson

Fins de semana chuvosos, viagens com a família e visita de família fizeram com que eu já não passasse no dealer para o tradicional café da manhã dos sábados.

Ontem estive lá e para variar casa cheia. Muitas motos na frente da loja, muitas motos espalhadas pela calçada e isso vem gerando alguma dificuldade para os clientes que aparecem e acabam não parando pela falta de vagas, além da tradicional aporrinhação da GM por conta das motos na calçada.

Tá na hora de pensar em liberar espaço na oficina para melhorar esse estacionamento ou fazer alguma tratativa com os restaurantes vizinhos para liberar o estacionamento na parte da manhã, enquanto os mesmos não estão funcionando.

Além disso, outra coisa que chamou a minha atenção foi a pouca variedade de modelos em exposição no salão. O setor de motorclothes e gadgets do HD life style está bem abastecido, mas faltam motos. Não vi nenhuma touring: sei que as Ultras estão vindo sob encomenda, mas costumava achar Street Glides e Road Kings e não vi nenhuma, assim como não vejo faz tempo Heritages e Dynas Custom. Será que estamos em fase de empurroterapia dos modelos que estão com pouca procura como foi o caso das XR 1200 e é o caso da Switchback e Blackline?

Praticamente só se encontram esses modelos para pronta entrega e modelos que são tradicionais best seller como as 883 e Fat Boys estão entrando e saindo praticamente assim que são ativadas. Entendo que no caso das tourings, em especial da Ultra Limited, é mais complicado estar em dia com a procura. São os modelos mais caros e que exigem mais investimento e normalmente os interessados nesses modelos não tem a urgência que tem o consumidor que vai comprar a sua primeira HD, são proprietários que estão migrando de modelo por procurarem mais conforto nas suas viagens, não só para eles mas também para as garupas.

E mesmo com ótimos números de vendas, a HDMC insiste em empurrar alguns modelos que acabam não caindo no gosto do consumidor. Não custa administrar melhor o catálogo, oferecendo variedade, mas de acordo com a procura. Sumir com modelos tradicionais como a Heritage para forçar a venda da Switchback é uma tática ruim, pelo menos no meu julgamento. Melhor vender 3 ou 4 Heritages e 1 Switchback do que ficar com 5 Switchback esperando que o cliente mude de idéia porque a Heritage não existe para pronta-entrega.

E nem é o caso da Blackline, modelo que empolga muita gente, mas na hora de sentar e fazer o ass test decepciona por ser uma moto que exige um piloto mais alto. Essa não tem similar, mas nem todos se empolgam a fazer as modificações que a ergonomia exige.

A HDMC precisa melhorar a administração do seu catálogo... o fã do mito merece.

7 comentários:

eduharley disse...

Wolf, já tem quase um ano que nao tem fxdc para pronta entrega... sou suspeito, mas é o modelo de melhor custo benefício/tradiçao da HD e e era a moto que muita gente comprava como primeira.Daqui há pouco tiram a fxdc de linha por aqui e empurrar a switchback é sacanagem...

wolfmann disse...

acho que a FXDC só sai de linha se sair de linha nos EUA. É um modelo tradicional e sem rival na categoria. É mais fácil a 883R deixar de ser fabricada que a FXDC.

A Switchback vem brigando por espaço com a Heritage e essa não aparece na loja do Rio faz tempo.

Eduardo Gil disse...

Faz tempo que tenho essa sensação na loja. Entro la e parece que a loja esta para fechar, exceto a "boutique".
Poucos modelos para serem vistos, cores repetidas, e assim fico com o pensamento que eles realmente querem empurrar os modelos que la estão.
Road King e Heritage faz tempo que não vejo.
Outro dia levei um amigo na loja na tentativa de convecê-lo a trocar sua esportiva japonesa e assim que entramos fiquei até com vergonha. Nada tinha! Uma pena, pois não convenci o rapaz. Depois fomos em outras marcas e vimos todos os modelos que constam em seus catálagos. Não entendo essa política da HD.

Quantos aos guardas, acho que espaço na calçada para os pedestres tem de sobra. Talvez um conversa surta efeito. Caso contrário, suas soluções seram bem vindas.
Afinal, se nada for feito só quem perde é a loja.

Até.

Anônimo disse...

wolfman,

tenho a mesma sensação, o show room esta sempre bem vazio de uns tempos para ca! No último sábado então , estava estranho bem vazio mesmo. Mais segundo o vendedor, era por causa da nova linha e inclusive ele me disse que as motos de teste ride forma vendidas !

Com relação ao estacionamento, este problema vem de algum tempo, inclusive eu fui la de carro no sábado passado, e tive de parar o carro bem longe, porque ali perto mesmo não tem nada. E pior, estava com meu primo e esposa, que foram comprar uma 883, e ficaram bem chateados com esta situação.

Eu tenho um outro comentário tbm que se você quiser pode apagar, antes de liberar ou não minha mensagem.
O serviço de entrega de moto 0Km esta bem ruim... minha FB, veio cheia de probleminhas, entre eles, sem graxa nos rolamentos da direção, mais nada mesmo. os cabos de acelerador e embreagem vieram pegando no tanque, ainda bem que um colega do fórum me alertou e consertei a tempo, senão marcaria o tanque, o modulo BCM veio fora de sua sede, o modulo ECM/ECU veio fora de sua sede, a antena do sistema de alarme, veio solta também... Enfim tem mais umas coisinhas... mais acho que esta mais do que na hora, deles se preocuparem mias com isso, do que só com vendas de roupas e acessórios. Tive problema de gravame , nota fiscal... enfim... não gostei desta parte...

e estou bem na dúvida se vou fazer a 1ª revisão com eles.... pois pelo visto a coisa lá não esta muito séria não.

Abcs
Aleite

wolfmann disse...

Essas reclamações devem ser feitas no SAC e em especial com o gerente da loja e não apenas com a turma da oficina.

É preciso manter o bom padrão do início do ano e não deixar cair apenas porque o volume de vendas está em alta (e eles vem vendendo muito nesses últimos três meses, principalmente depois do RHD).

Sobre a primeira revisão, é questão pessoal. Eu não abriria mão da primeira revisão, mesmo tendo de refazer tudo em casa, por conta da garantia. 1600 kms é muito pouco para descobrir um vício escondido. Aos 8000 kms já se tem uma idéia melhor da moto e do que pode ter de problema e talvez venha a ser uma boa idéia repetir a revisão na autorizada, mas isso é um pensamento meu.

Anônimo disse...

Wolfmann,

Pois é , eu tenho de it la e comentar este pontos pessoalmente com o Paulo. já o fiz por telefone e email, e me pareceu uma pessoa sensata!

Concordo que é um risco grande não fazer a 1 revisão. Mais preciso assentar minha mente antes.

Obrigado,

A.Leite

Osman Santos disse...

Olá Wolf, muito legal seu blog. Parabéns.
Eu levei dois meses para conseguir comprar um FB e agora a entrega já foi adiada duas vezes, cheguei a pensar que havia caído em um golpe, já que moro em Salvador-Ba e comprei a moto em outro estado. Nesse tempo todo varias lojas tentaram me empurrar outros modelos. Vai ser minha primeira HD e confesso que estou um pouco chateado com essa história e se eu não quisesse muita a moto eu já teria pedido o sinal que foi pago de volta.