quinta-feira, 1 de maio de 2014

Softails: problemas recorrentes no BCM

BCM é um módulo (Body Control Module) que controla a inclinação da moto, e com o aprimoramento da tecnologia embarcada, está controlando o sistema de segurança.

O BCM corta a corrente da moto sempre que a inclinação supera determinado ângulo (desculpem, mas não sei ao certo esse ângulo: algo perto de 60º de inclinação). A ideia é evitar problemas em um tombo onde a moto esteja no chão, com o piloto preso embaixo, e o conjunto motriz esteja girando.

Ou seja, o BCM é o sensor de "tombo" que desliga a moto sempre que ela deita.

Com o novo sistema de segurança, o BCM passou a controlar se alguém sem o controle de rádio, que desliga o alarme, senta na moto e a levanta. Já é tradicional escutar o alarme sempre que alguém senta em uma moto no salão do dealer que já esteja ativada: é o BCM verificando que houve alteração na inclinação da moto (saiu do descanso e ficou em pé) sem que o proprietário esteja sentado nela.

Adicionalmente, o sistema de alarme também aciona os piscas, com isso o BCM também está ligado ao TSM (Turn Signal Module) deixando os dois módulos com acionamento dependente.

Por que explicar isso? Porque aconteceram três relatos de problemas com softails 2011 (fora de garantia) que ao ligar a moto, disparam os piscas e o motor não arranca.

Comecei a procurar pelo assunto para tentar achar uma solução para um desses casos e verifiquei que existe um recall feito nos EUA para substituição exatamente dos BCM, tanto o que controla o eixo X (horizontal) quanto o eixo Y (vertical), part numbers 69991-11 e 69993-11 (http://www.americanmotorcyclist.com/newsview/11-02-02/Recall_Harley-Davidson_Softails_for_stalling_issue.aspx ).

A causa do defeito é um problema na impermeabilização permitindo a entrada de água dentro do circuito integrado do módulo, causando curto e mal funcionamento ou total defeito no módulo, impedindo a partida a moto.

Com o perfil médio do proprietário de HD (baixo uso e grande preocupação com a estética da moto), o defeito está aparecendo mais tarde do que seria normal, fora do prazo da garantia. Acredito que as peças defeituosas que tenham aparecido durante a garantia tenham sido trocadas, mas agora são problemas dos proprietários.

Como esse recall não foi feito no Brasil, ou pelo menos não houve a necessária publicidade, sugiro aos colegas que tenham esse tipo de problema tentem resolver junto aos dealers informando sobre a existência do recall não feito no Brasil antes de tentar resolver de forma independente: o "não" a gente já tem e quantos mais reclamarem, mas fácil será resolver o vício oculto de fabricação.

7 comentários:

Anônimo disse...

Grande Wolfmann...tive esse problema com minha Fat Lo 2012, (comprada na Rio Harley...), depois de rodar em uma baita chuva( o que é normal aqui em Manaus, pois quando chove, chove o dia todo e todo dia...) apareceram esses mesmos sintomas, a luz de segurança do painel ficava acesa, não conseguia destravar o alarme, (as vezes a moto nem ligava, com certeza causado tambem pelo fato de ter molhado o sensor do alarme que carregava no bolso da calça), fiz o check e apareceu problemas no BCM, pesquisei sobre e descobri que esse problema foi detectado nos EUA, problema esse devido a falta de isolamento no BCM, que lá foi resolvido...entrei em contato com 0800 da HD Brasil e me informaram que nada poderiam fazer, pois no Brasil não tinha nada sobre recall desse referido problema. Resultado esperei com que a agua acumulada se evaporasse e vida que segue...Para que fique bem claro... em Manaus temos a montadora, mas não temos uma concessionaria (ironia do destino)...Palavras da HD Brasil, O Sr. tem que levar a moto até a concessionaria mais proxima ou não poderemos resolver seu problema...KKKKKKKK - dane-se voce comprou uma HD onde não tem CC...te vira !!!
Fica o relato !!

Ricardo - Manaus
Free Rider

Anônimo disse...

Wolfmann,

aliado a este fato da baixa isolação da caixa do BCM, ainda tem um outro problema muito comum e que poucos percebem. Em praticamente todas as softail, este módulo não consegue ficar encaixado em sua sede . Na parte superior tem uma espécie de gancho ou presilha que é de plástico e não segura o BCM. Com isso ele caia para a parte de traz e fica roçando na proteção plástica do paralama e com isso , acaba por abrir um pequeno furo na sua caixa ou na proteção do paralama. Quando comprei minha FB, uma das primeiras coisa que fiz, foi desmontar aquilo tudo e selar ele de acordo e prender ele de forma a não soltar mais e deu certo. Pode ir na HD e olhar, vc os encontrará em 70% das motos já solto!!! Além disso, tem a fiação do sensor de neutro e do comando do motor de arranque, que normalmente vem passadas de forma errada roçando no chassis e pode vir a dar problema. Eu tive um trabalhão danado, mais resolvi estas " características" como eles insistem em dizer.

Com relação ao recall infelizmente a política da HD do Brasil é ignorar todos eles! Insisto que so aprenderão o dia em que os propriotários começarem a exigir seu direitos legalmente.....

Porém , parece que este cenário começa a mudar um louco aqui na HD Rio, tenho escutado bons relatos com a nova administração.

abcs
Alex

wolfmann disse...

Alex, esse problema de fixação não é exclusivo das softails: em 2012 fiz parte do staff de estrada do HOG RJ e parei para prender alguns módulos pendurados por má fixação.

Uma XL1200, ainda sem placa foi a que me chamou mais a atenção: recém saída da revisão de ativação e com menos de 100 kms já apresentou o defeito.

Passei a rodar com algumas fitas hellerman para resolver os pinos recorrentes

Anônimo disse...

Pois é um absurdo para motocicletas que não são baratas. Vou te dizer uma coisa, eu estou pensando seriamente em ir para a Triumph , especialmente para a Thunderbird Storm. Tenho lido alguns comentários sobre a qualidade das motos, da boa montagem e posso te dizer uma coisa estive por lá e procurei defeitos e vou te dizer não achei. Mais ainda estou em estudo. Ja na HD, é só olhar rapidamente nas softails ou outras já com a ativação ou para entrega, que você acha os BCMs desencaixados , ou cabos de acelerador enroscados e cabo de embreagem pegando no tanque.

O que mais me preocupa, são estes recall que claramente na matriz são para serem aplicados mundialmente como foi nos reguladores de voltagem e a HD do Brasil nada faz....

Triste, só isso.

abcs
Alex

wolfmann disse...

Não pretendo vender minha Fat: moto bem conhecida com poucos defeitos, está ficando cansada, mas como não pretendo fazer grandes viagens com ela neste ano não vai atrapalhar minha vida.

Tenho olhado com carinho para uma RK, de preferência 2014 em diante, e estou acompanhando quais serão as minhas dores de cabeça com o Rushmore Project: vazamento de água já era esperado e está sendo resolvido.

Um recall para a embreagem das primeiras unidades já foi feito (nada no Brasil, mas afirmam que essas unidades não chegaram por aqui).

Não gostaria de trocar de marca, mas é sempre bom ter opções como a Storm

Alex Bongiovanni disse...

Olá Wolfmann,peguei uma De Luxe 2011 com esse problema aqui em minha oficina,chequei os fusíveis(estão ok!),depois de feito isso fui verificar se havia corrente no plug de entrada do BCM (constatei que havia!!),feito isso,retirei a parte do painel de instrumentos(velocímetro)e verifiquei com a caneta de polaridade que no fio branco/azul, a caneta informa "+ e -"simultaneamente,vale lembrar que essa minha ferramenta além de informar a polaridade mostra qual a corrente e neste caso mostra 0,1v.
Acredito estar deparado com uma falha no modulo BCM,a pergunta que fica é,A HD no Brasil está com a campanha de recall visto que o modulo é 69993 11?
No caso de não haver esta substituição, é necessario alguma configuração no "dealer" para que possa ativar uma peça nova ?
Abraços

wolfmann disse...

A HDMC Brasil não faz parte do recall feito nos EUA. Muitos dealers tem feito a troca em garantia quando acontece defeito, o que não é seu caso.

Fazendo a troca do módulo por um novo, o reconhecimento do novo módulo deve ser automático, ou seja, a substituição deve ser plug'n'play,

Na troca por um módulo usado pode ser necessário levar ao dealer para a ECU reconhecer o novo módulo.

Abraço.