domingo, 30 de dezembro de 2012

Troca de óleo

A recomendação que fiz no post anterior sobre a troca de óleo antes de sair em viagem no fim de ano trouxe alguns comentários sobre mistura de lubrificantes, qual lubrificante usar, filtro de óleo entre outros comentários.

Vale lembrar que quando você troca o óleo, você não mistura lubrificantes: escoa o antigo e repõe com lubrificante novo. A mistura ocorre quanto você completa o nível do óleo sem respeitar a especificação do lubrificante que está usando. Eu sugiro que se use inclusive a mesma marca do lubrificante existente, coisa nem sempre possível.

O manual das TC recomenda o 20W50 ou 10W40 como sendo os melhores e não cita a especificação para a primária e caixa de marchas, apenas o p/n do óleo com a marca HD (p/n 99851-05).

A minha Fat usa o MOTUL desde os tempos do Grupo Izzo. Como o lubrificante com a marca HD (recomendado no manual) não era importado e o Grupo Izzo tinha acordo com a francesa MOTUL, eles usavam a marca e a maioria das oficinas especializadas seguiu essa recomendação, sendo normal encontrar o MOTUL nas melhores oficinas que cuidam de HDs, mas nada impede o uso de outra marca.

A lista de lubrificantes que as oficinas (autorizadas ou especializadas) usam para os Twin Cam costuma ser a seguinte:

  • motor: Motul 5100 semi-sintético classificação 15W50 API SL
  • caixa primária: Motul Transoil Expert 10W40 API GL-4
  • caixa de marchas: Motul Gearbox 80W90 API GL-4/GL-5
  • suspensão: Motul Fork Expert 15W (existem especificações 10W e 20W)
No caso de motores mais antigos que não tem reservatórios separados para motor e caixa primária (caso dos EVO que equipavam as softail e tourings até 1999 e equipam as Sportsters até hoje), as autorizadas usam o Motul 5100 para motor e caixa primária e mantendo a mesma especificação para caixa de marchas e suspensão, coisa que as oficinas especializadas não fazem.

As especializadas recomendam troca de óleo em intervalos mais curtos (4000 kms ao invés de 8000 kms) e lubrificantes de base mineral com a especificação 20W50, sendo o mais indicado por eles o MOTUL 3000 20W50 API SG e Hipóides SAE 90W API GL-4 para a caixa de marchas (o Dotz da Ride´n´Roll recomenda fortemente o AC-Delco).

Vale lembrar mais uma vez que a marca usada nas oficinas não é uma bíblia a ser seguida, você pode usar qualquer marca desde que respeite a especificação.

A especificação SAE leva em consideração a viscosidade (capacidade que óleo tem de fluir a partir de determinada temperatura) em temperaturas de inverno (Winter, por isso a letra W) e verão: 20W50 significa que tem viscosidade a partir de 20ºC com motores frios e 50ºC com motores quentes. 

A especificação API leva em consideração o serviço sendo a letra S específica para serviço em veiculos automotores e a letra seguinte indicando o combustível usado: C para motores diesel e da letra F em diante para veículos movidos a mistura de gasolina, atualmente a classificação mais alta é a SM.

A escolha do lubrificante mineral ou sintético vai representar um intervalo maior ou menor para a troca. O lubrificante mineral tem menor durabilidade em serviço, oxidando e formando borras mais rapidamente e necessita de trocas mais frequentes para evitar desgaste do motor pela deterioração das suas capacidades de lubrificação. Indica-se trocas para lubrificantes minerais a cada 4000 kms enquanto o sintético (no nosso caso, semi-sintético) a cada 8000 kms.

Filtros de óleo devem ser substituídos a cada troca, as autorizadas costumam usar os originais HD, mas os aftermarket K&N não deixam nada a desejar. A melhor opção nacional é o Fram, mas muita gente tem preconceito contra ele. A indicação na tabela Fram para as HDs é o PH6022, normalmente encontrado na cor laranja, já a K&N tem indicações diferentes para cada ano e modelo podendo ser pretos ou cromados.

33 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia Wolfmann,

Este negócio de marca de óleo e tipo sempre causa polêmica! E na verdade é algo bem simples, basta seguir a recomendação do fabricante e pronto! A marca cada um que use a sua de preferência. Eu, por exemplo por questões de temperatura, irei utilizar algum 20W50 100% sintético no meu motor quando chegar a hora. A grande diferença entre o óleo,sintético e o mineral, é que o sintético não degrada suas caracteristicas de viscosidade e nem forma vernizes ou borras no motor com temperaturas altas, como com o mineral. Então pra mim esse é o caminho no caso específico do motor.

A questão do filtro de õleo é bem mais delicada, pois existe muita falsificação de FRAM e K& N no metcado, então deve ser evitado ao máximo compra pela internet, pois pode estar comprando gato,por lebre.

Um excelente 2013 para vc e família.
Abcs
Alex

wolfmann disse...

Eu venho usando o Motul porque era a marca que sempre tinham em estoque, mas é como você disse: respeitando a especificação, vale qualquer marca.

O filtro eu costumo trazer dos EUA. Durante a garantia usei o filtro vendido pelo Grupo Izzo, vendido como original HD.

Anônimo disse...

Minha HD 883 esta com óleo Motul 7100 20w50 100% sintético, mas tem 11 meses esta usando óleo, e rodou 1.210 kms, ainda falta muito para trocar com 6.000 kms.
Devo trocar uma vez por ano, se não completar quilometragem de 6.000 kms ?

wolfmann disse...

Verifique o óleo, veja a coloração na vareta, se estiver muito escuro vale a pena uma troca, mas não acredito que isso aconteça.

Os lubrificantes de base sintética tem uma grande durabilidade.

Anônimo disse...

Como o Wolfmann disse, é preciso dar prioridade a especificação do óleo.
Uso na minha H-D FLSTC 2008, o lubrificante para motor da marca Ipiranga; Rider 15W50 SM sintético que para mim, tem o melhor custo benefício o litro custa R$ 28,00.
No Brasil, se gasta muito por causa de marcas e modismo...
Forte abraço.

Anônimo disse...

Boa noite, Wolfmann.

Utilizo na minha Dyna óleo (motor) Motul 5100, 15W50. Será que haveria problema em utilizar o mesmo óleo, mas na especificação 10W50?

att. Rodrigo.

wolfmann disse...

A especificação 10w50 é menos viscosa que a especificação 15w50.

O efeito prático é uma lubrificação mais eficiente com o motor frio, mantendo a mesma eficiência com o motor quente.

É melhor usar um lubrificante menos viscoso que o lubrificante mais viscoso pela diminuição de tempo para alcançar a parte alta do motor e menor esforço da bomba de óleo.

Com o uso do 10w50 você estará usando um lubrificante melhor que o especificado e não vejo problemas com a troca.

Não esqueça de esgotar todo o óleo para evitar misturas de lubrificantes com especificações diferentes,

Anônimo disse...

Obrigado pela resposta e parabéns pelo blog!

ciro disse...

Boa tarde. Óleo no motor ex. Heritage. Motor 7100 motul 20 w 50 na caixa primaria pode colocar o mesmo óleo ou motul transoil expert ester 10w40 . na caixa de cambio motyl Gear 75w90 . ou use um óleo das mesmas especificação uma marca de qualidade. Motor HD. Trabalha em alta temperatura. Faça um teste. Pegue um recipiente coloque meio copo de óleo mineral outro com óleo sintético com a mesma especificação coloque no jo GH o num fogão fogo baixo. Veja oque acontece com óleo mineral., só um adulto responsável deve fazer isso. Veja a borra. Então uso de óleo mineral tempo de uso no motor e menor , o sintético tem seus limites, mas formar borra nunca. Ciro durigon. Um forte abraço a todos.

Edmilson Costa disse...

Bom dia. Tenho uma dyna 2010 e vou fazer a revisão dos 16000km em casa e me surgiu uma dúvida: o mesmo óleo usado no motor pode ser usado na primária, sendo um motul 5100?

wolfmann disse...

Edmilson, poder você pode, mas a especificação de um óleo de transmissão primária é diferente da especificação de um óleo para motor.

O óleo de motor normalmente é submetido a temperaturas mais altas pela queima do combustível enquanto a transmissão primária tem um esforço maior pela constante troca engrenagens.

Repare que a própria Motul desenvolve lubrificantes diferentes (e as demais marcas da mesma forma) para essas finalidades: o lubrificante de motor é 20W50 API SL e o lubrificante da primária é 10W40 API GL-4.

Traduzindo, o lubrificante da primária tem maior viscosidade a partir de temperaturas mais baixas, enquanto o de motor tem maior viscosidade que suportam temperaturas mais altas.

Acrescente a isso as classificações API diferentes: SL (service station = estação de serviço) e GL (gear lubrificant = lubrificante de engrenagens) porque tem destinações diferentes.

abraço.

Ricardo Yoshioka disse...

Wolfmann,
Tudo bem? Tenho uma Switchback 2013. Já faz 15 meses que fiz a revisão dos 8000 e troquei o oleo na concessionária (Motul 7100). Andei apenas 3000 km. Voce trocaria o oleo?
Obrigado,
Ricardo

wolfmann disse...

Eu trocaria. O intervalo de tempo recomendado para a troca de óleo é um ano e sua moto já passou a indicação 3 meses (25%).

Mas se permite uma sugestão dê preferência a lubrificantes de base mineral ou semi-sintética. Rodar 3000 kms em 15 meses mostra que você tem uso visando basicamente o lazer, rodando bem menos que a média que a fábrica espera ao marcar revisões a cada 8000 kms ou um ano, o que acontecer primeiro.

O Motul 3000 é um bom lubrificante de base sintética e tem indicação para rodar até 4000 kms ou um ano, rodagem, que se mantida a sua média, será atendida daqui pouco mais de um ano e já bem perto de fazer nova manutenção programada.

Aumentando a sua média, pode usar o Motul 5100, lubrificante de base semi-sintética. Eu uso esse lubrificante desde a primeira revisão sem qualquer tipo de problema. Tem custo menor (30 a 40% conforme o revendedor) e vai te atender tão bem quanto o Motul 7100, um lubrificante de base sintética elaborado para motores bem mais modernos que os motores HDs que equipam as Dynas, Softails, Tourings e Sportsters.

Não é nada, mas pelo preço de uma troca com Motul 7100 você faz mais de duas trocas com o Motul 3000 e quase duas trocas com o Motul 5100.

Abraço.

Ricardo Yoshioka disse...

Wolfmann,
Muito obrigado pela dica! Sou seu fã.
Um grande abraço,
Ricardo

wilker af disse...

Wolfmann e o que VC fala do Castrol sintético 20w50? Ele é bem mais barato que o 5100 e 7100, ou corro o risco de dar borra?

wolfmann disse...

Não tenho experência com o Castrol, mas Castrol é marca renomada e não acredito em problemas, desde que respeitada a especificação.

Sempre que trocar de marca, você deve trocar de filtro e esgotar completamente o óleo antigo.

Formação de borra tem causa principal em mistura de lubrificante novo com lubrificante antigo, por isso a recomendação de esgotar completamente o lubrificante antigo.

Ricardo Yoshioka disse...

Wolfmann,
Uma pergunta. Algo contra filtro de óleo FAM, muito mais barato que o K&N?
Muito obrigado,
Ricardo

wolfmann disse...

Ricardo, acredito que esteja fazendo menção ao filtro fabricado pela Fram. Pelas especificações, esse filtro serve na rosca dos Twin Cam, mas não tem o mesmo poder de filtragem por ter uma peneira mais grossa, deixando passar pedaços de limalha além do esperado.

Nunca ouvi ou li relatos de problemas de quem usa o Fram.

É sempre uma alternativa para acompanhar o uso de lubrificantes minerais, que tem intervalo de trocas menores.

Ricardo Yoshioka disse...

Wolfmann,
Correto, eu estava falando de FRAM. No final, optei por Motul 5100 + FRAM por R$180 ao invés de Motul 7100 + filtro original por R$600.
Aviso vcs se tiver problema. Li no Forum Harley que muita gente usou e nunca teve problema. Vejam http://www.forumharley.com.br/index.php?topic=1804.15 . Quanto ao poder de filtragem, li exatamente o que vc escreveu em algum lugar. Só não me lembro aonde.
Muito obrigado novamente!
Ricardo

Sosígenes disse...

Wolfmann, sempre esclarecedor.

Um grande abraço,

Sosígenes

Marcos Vrod 2012 disse...

Meu caro fui trocar o óleo da minha Vrod 2012 , está com 10.000km , verifiquei que o pafaruso do dreno está com pedaços de metal , parecido com anel de trava das engranagens de câmbio . Fiquei muito preocupado . Alguém pode me dizer algo sobre isto ?

wolfmann disse...

Marcos, é comum o imã do dreno mostrar alguma limalha nas trocas de óleo.

Por mais que a lubrificação seja eficiente, sempre haverá algum atrito entre as partes móveis do motor causando desgaste.

Leandro disse...

Boa tarde Wolfmann,

Muito esclarecedor seu blog e as suas respostas, porém sou novo no assunto e estou com uma dúvida, comprei recentemente uma FXD 2009 e estou querendo fazer a troca de óleo motor e filtro, no manual fala óleo 10W40, porém pude perceber que a maioria coloca o 15W50. Poderia me dar uma dica de qual é o melhor óleo pra se colocar, filtro colocarei K&N.
Muito obrigado!

wolfmann disse...

Leandro, o pessoal coloca o 15w50 (eu inclusive) por ser mais fácil de achar que o 10w40.

O ideal seria usar o especificado (10w40), mas não vai ter queixas se usar o "popular" 15w50.

Abraço.

Anônimo disse...

Boa noite Wolfman, primeiramente gostaria de parabeniza-lo pela boa vontade e paciência de resposta a todos que o procuram, seus conhecimentos são de grande valor!

Tenho uma Forty-Eight 2014 com 10000km, gostaria que explicasse um pouco mais sobre a troca de óleo da motoca, tenho experiência em trabalhos mecânicos em carros, porém acompanhando uma troca de óleo da minha moto, vi que posso fazer em casa, economizando uns trocados de mão de obra.

Minha dúvida é sobre a primária, que ja esta na hora da troca juntamente com a troca de óleo do motor, a folga da corrente ja verifiquei e esta de acordo com o manual.

Então irei usar o Motul 5100 15W50 ±3 litros + filtro K&N, e fiquei um pouco confuso no óleo da primária devido ao motor Evolution. Poderia dar mais detalhes de qual e quanto comprar, e como fazer a verificação e troca?

Muito obrigado.

wolfmann disse...

Eu não sou o mais indicado para falar de Sportster, mas vamos lá.

Veja se ajuda: a troca de óleo da primária se faz esvaziando o reservatório (bujão próprio) e completando pela tampa de inspeção na lateral da primária.

Os Evolution são diferentes dos Twin Cam que tem reservatórios diferentes para cada necessidade (motor, caixa e primária) enquanto o Evolution usa o mesmo óleo para caixa e primária.

A recomendação é usar o 15w50 para a primária, mas a maioria dos mecânicos recomendam o uso do SAE 90 por conta da melhora dos engates depois que o motor esquenta.

De acordo com a literatura técnica, a recomendação pelo 15w50 é para evitar que a embreagem esquente demais e, quando o motor está frio, colar a embreagem dificultando os primeiros engates.

A quantidade indicada para encher o reservatório da primária é 940 ml.

Anônimo disse...

Boa noite Wolfman, primeiramente muito obrigado pela resposta, simples e objetivo! show!

Referente a minha Forty-Eight, a qual questionei sobre a troca de óleo do motor e primária, fiz a troca do óleo do motor pelo Motul 5100 15W50, filtro K&N, ajuste da corrente e troca do óleo da primária por um SAE90 AcDelco (óleo para tração positiva), fiz tudo em casa com as especificações do manual, muito fácil e prático, e pra quem curte fuçar na magrela economiza bastante!

Testei e percebi que houve uma sutil melhora nos engates das marchas porém uma grande melhora na embreagem, ficou bem mais macia.

Lembrando que quando fazemos trabalhos fora da concessionária, assumimos alguns riscos, então periodicamente deve-se conferir o aperto de todos os parafusos onde houve manutenção e se possível utilizar um torquímetro.

Obrigado Wolfman, seu blog é sempre esclarecedor.

majinblues disse...

Boa noite Wolfman, minha dúvida ainda persiste na troca de óleo da primária e motor, tenho a HD sportster XL 1200 Custom 2015, na primeira revisão na concessionária ponharam o Eagle 20w50 na Primária e motor, então posso usar o 15×50 na Primária e motor?

wolfmann disse...

15W50 é uma especificação melhor que o 20W50, portanto não há nenhum impedimento ao uso.

Sb Náutica disse...

Amigo, qual a melhor opção para minha sporster 1200, o original harley ou o motul 7100?

wolfmann disse...

Qualquer lubrificante com especificação 20w50 vai resolver seu problema.

O lubrificante original da HD não é vendido no Brasil. Os dealers vem adotando o Motul como lubrificante indicado, e normalmente sugerem (empurram) ao cliente o Motul 7100, de base totalmente sintética.

Eu sempre usei o Motul 5100, de base semi-sintética, por ter um intervalo de troca de 8000 kms, tal e qual o 7100, atender a especificação e custar mais barato que o totalmente sintético.

Muitos proprietários de Sportster costumam usar o Motul 3100, de base mineral, mas fazem trocas de óleo a cada 4000 kms.

Se fosse a minha moto continuaria usando o Motul 5100.

Unknown disse...

Olá, tenho uma sportster xl 1200, vou fazer a troca de óleo com o motul 20w50 sintético. E o óleo da primária, qual devo usar?

wolfmann disse...

As Sportsters não tem reservatórios separados para motor e primária por isso a primária usa o mesmo lubrificante do motor.