terça-feira, 18 de outubro de 2011

No colours!

Apesar de estar explícito nas regras do evento ao se comprar o ingresso para o Two Wheels, muitos não prestaram atenção à existência da regra no colours para o evento.

Sei que muitos dos visitantes pertecem a MCs e normalmente estão usando coletes ou camisetas indicando os grupos e por isso vale o alerta: não será permitida a entrada trajando nada que identifique a pessoa como membro de algum grupo ou clube.

A regra No Colours tem origem nos EUA e visava evitar que houvesse baderna por conta de provocações mútuas e hoje em dia tem o objetivo de igualar todos os visitantes, pertençam eles a clubes ou grupos ou não tenham qualquer tipo filiação.

Essa regra vem sendo difundida nos principais eventos dos EUA como Sturgis e a Bike Week em Daytona.

Então fica combinado: deixe as cores do seu grupo em casa ou no alforge para evitar aborrecimentos.

5 comentários:

Dynaman disse...

camiseta da HD pode, né?rsrsrs

mattavelli disse...

Wolfmann publica isso lá no FHD!!!

andré disse...

Wolfmann sou motocilcista a 30 anos e sempre rodei sozinho. Gostaria que se você pode explicar a animosidade que existe entre os alguns harleyros e os jaspions. Estamos todos no mesmo barco! E a maioria dos harleyros tiveram motos japonesas! Abs.

wolfmann disse...

André eu diria que a animosidade, quando existe, é recíproca.

Mais de uma vez estive em trem de HDs onde jaspions passavam pelo meio das filas ou tirando fino em total falta de respeito pela segurança dos envolvidos.

Falar de jaspion tende a ser uma brincadeira que acaba sendo levada a sério por alguns.

Eu andei de moto speed até 94, quando vendi a moto para viajar, e ao retornar a andar de moto em 97 optei pelas custom por ter perdido o hábito da velocidade. Não perdi a habilidade, mas não preciso do vício da adrenalina.

Muitos jaspions padecem da síndrome do Highlander, achando que são imortais e passam muito rapidamente da pilotagem segura para a imprudencia e quase sempre são imperitos para fazer o que fazem nas rodovias.

Minha opinião: lugar para andar acima do limite imposto nas rodovias é no autodrómo, com segurança para o piloto e para quem assiste e não na rodovia.

Essa opinião é partilhada por muitos colegas que andam com as estradeiras, HDs ou não, e as críticas são rebatidas com comentários pouco elegantes dos colegas de speed que não tem qualquer respaldo na realidade.

Motocicleta é perigoso, já diz a música dos Paralamas, e não preciso de mais fatores de riscos por conta de pilotos que se julgam imortais e que dificilmente encaram os 40 anos por acidentes.

Eu comento o que vejo e o que vejo são atitudes imprudentes de colegas andando em motos speed em velocidades não condizentes com uma rodovia pública.

andré disse...

Wolfmann sou policial federal e em abril trabalhei com o os colegas da Núcleo de Motociclistas da PRF ( na foto do perfil estou montado numa Rk com motor de 1800 CC da rodoviária federal ) e conversei com eles a respeito dos jaspions e eles disseram que estão combatendo ferozmente quando podem ( o efetivo deles é baixo ) esse tipo de atitude. E se o jaspion for pego a 1ª vez eles aplicam a multa, na 2ª apreendem o veículo e multa e na 3ª levam para a DP e o o Delegado indicia o grupo por formação de quadrilha. Inclusive na comunidade do ORKUT Motociclistas Cariocas, em que maioria são jaspions, eles estão revoltados e fazem severas críticas à PRF . Abs.