domingo, 27 de fevereiro de 2011

Screamin’ Eagle Street Performance Tuner Kit

Muitos colegas vem fazendo a opção pelo SERT/SEST/SEPST. Essa sopa de letras indica apenas a evolução do equipamento que serve de interface para a regulagem da injeção.

O SERT (Screamin'Eagle Race Tuner) teve várias versões e foi substituído em final de 2007 pelo SEST (Screamin'Eagle Super Tuner), que acompanhava a evolução da eletrônica nas novas ECUs adotadas pela HD.

O catálogo 2009 já trazia a nova versão: SEPST (Screamin'Eagle Pro Super Tuner) que tem interface mais fácil e permite a gravação do Data Log sem a necessidade do computador estar conectado à interface.

Até aí nada de novo. Apenas melhoramentos em um acessório que foi ficando cada vez mais conhecido dos proprietários de HDs que precisavam regular as injeções eletrônicas.

Mas tudo que é bom acaba sendo modificado: o catálogo 2011 traz o SESPT. Muda uma letra, abaixa o preço, mas acaba a possibilidade de regular a injeção fora das oficinas dos dealers, assim como acaba a possibilidade de usar mapas de injeção que possibilitem o uso das HDs em condições mais esportivas, explorando o potencial do V2.

Motivos para isso? Não posso responder, mas com certeza está relacionado a posição politicamente correta da HD de limitar emissões e ruídos.

Ainda se encontram as versões anteriores a versão 2011 da interface e por isso cabe o alerta: se você tem intenção de comprar um equipamento que te possibilite regular de forma completa e sem restrições evite a última versão da interface.

Essa versão tem part number 41000008 e só aceita os mapas street legal, sendo usado apenas em conjunto com o software exclusivo das oficinas dos dealers (o digital technician), impedindo que sejam feitas modificações feitas diretamente pelos proprietários.

A versão mais moderna, presente no catálogo 2010 SE, tem part number 32109-08b com preço de US 459$95 (contra US 330$95 da nova versão), mas sem qualquer tipo de limitação para uso.

Os fóruns de proprietários nos EUA e Austrália são unânimes em desaconselhar o uso do SESPT ao invés do SEPST.

Pela minha experiência com o equipamento, sigo a indicação dos colegas americanos e australianos: compre o SEPST - part number 32109-08b para não ficar na mão das oficinas autorizadas.

20 comentários:

Anônimo disse...

Sem noção a HD heim....

O pessoal vai acabar partindo para produtos de outras marcas. Conhece algum de boa qualidade e que seja flexivel???

abraço

Dr. Luiz Otávio

Doctor Taliesin disse...

Rapaz... por essa notícia eu não esperava. Foi praticamente um tapa na cara!

Eu estou quase ligando para um grande amigo e irmão de motoclube que é distribuidor de peças de motos lá nos EUA (e que apesar das atuais restrições sobre exportações impostas pela HD, envia para o Brasil qualquer peça do catálogo HD sem problemas), e encomendando o meu ANTES QUE ACABE!

Mas Wolfmann, e o TTS MasterTune?

Ele remapeia as EFIs das HDs tal qual os SEPST, porém com uma interface mais complicada, estou certo? O MasterTune vai continuar em produção?

Um grande abraço, e MUITO obrigado pela dica.

wolfmann disse...

Ainda deve existir um estoque grande da interface 32109-08b porque em fiz busca em vários dealers americanos e sempre encontrei-os em estoque.

Não dá para dizer que essa interface vai deixar de ser produzida porque eles tem um compromisso de manter estoque peças e acessórios por dez anos, mas eu só encontrei a interface 4100008 no catálogo SE 2011.

O Master Tune tem as mesmas facilidades do SEST (versão que substituiu o SERT e foi substituída pela versão atual) pois era o projeto do fabricante que foi substituído pelo fabricante atual, apenas não é tão amigável no uso.

Não tenho experiência com essa interface (nunca sequer vi funcionando), mas pelo que li na internet é uma excelente opção para quem quer reprogramar a injeção original HD para um uso menos restrito, com a vantagem de servir em duas motocicletas ao invés de uma como é a interface HD SE.

Opções que reprogramem a injeção só as intefaces HD e Master Tune.

O Thunder Max exige a troca da ECU HD por ECU Thunder Max (o produto é na verdade uma nova ECU com interface).

Já o Power Comander V, Fuel Pak e outros de menor tradição em HD, são módulos que alteram os sinais dos sensores para que a ECU funcione de acordo com uma regulagem programada no módulo (o PC tem programação aberta e os demais tem programação pré-determinada de fábrica).

Pedrão disse...

E aí velhinho.

Ouvi dizer que o SEST, apesar de ser uma "evolução" do SERT, tem seu menu de regulagens mais restrito que o SERT. É verdade? Em caso positivo, não seria o caso de recomendar o SERT sempre?

[]s,

Pedrão

wolfmann disse...

Pedrão, o SERT e o SEST tem as mesmas facilidades e sendo o SEST mais moderno, consegue programar tanto as ECUs Magneti Marelli quanto as ECUS Delphi enquanto o SERT só consegue programar as Delphi.

As motos antigas (antes de 2007) injetadas conseguem usar o SERT (se você encontrar), mas as mais modernas somente com o SEST ou a versão mais nova, o SEPST.

A última versão que aparece no catálogo 2011 (SESPT) é que deixa de ter muitas funcionalidades e só pode ser usado nas oficinas autorizadas.

Se está pensando em adotar o SEST na Dyna, te recomendo que evite a versão com o part number 41000008.

E o mapa para a Dyna já está pronto... é só fazer o download...

Doctor Taliesin disse...

Wolfmann,

O SEPST foi parar no catálogo 2011 em PDF da screamin eagle, que para baixar, o usuário precisa antes ler um aviso informando que as peças contidas no tal catálogo são para uso em corridas e não devem ser usadas em motos que trafegam em vias públicas.

Após o aviso, deve-se clicar em um botão onde perguntam se mesmo assim o usuário quer acessar o catálogo.

O link para baixar o catálogo 2011 da screamin eagle é este: www.harley-davidson.com/wcm/Content/Pages/Racing/screamin_eagle_parts.jsp?locale=en_US


O SEPST está na página 29.


Ufa!!!


Grande abraço.

Spades disse...

Posso dar uma opnião ???

ThunderMax !!!
Não fica codificado na moto , pode ser retirado e usado na proxima moto ( vem com CDI completo)
Da Zipper performance
Sei que é mais caro.......mas creio que vale a pena !!

Anônimo disse...

wolfmann, gostei do texto. mas me diga uma coisa: a unidade mais antiga (32109-08b) aceita atualizações de novos mapas da H-D, ou atualização pela internet ou atualização no dealer brasileiro?
Pelo que li, a nova unidade (41000008) poderia ser sempre atualizada pelo dealer.
Aguardo seus comentários, pois estou prestes a enviar pedido para meu dealer nos EUA da unidade antiga.
Abraços,
Renato696

wolfmann disse...

Taliesin, eu realmente achei muito pouco inteligente descontinuar o produto.

Ótimo que seguimos com a opção, mas dá para perceber bem a nova política sustentável da HD com essa advertência.

Vou tomar a liberdade de postar seu comentário em nota separada para dar maior destaque porque acho que a informação pode acabar meio escondida nos comentários.



Spades, eu não tenho nenhuma experiência ou relato do uso do Thunder Max, mas dentro da filosofia da liberdade de expressão estou publicando seu comentário.

Espero sua colaboração em caso de algum colega se interessar pelo Thunder Max porque as informações que tenho do produto são bastante superficiais.

wolfmann disse...

Renato, a interface 32109-08b vai funcionar em todos os modelos injetados, inclusive os 2011.

O Taliesin descobriu que a unidade não foi descontinuada, apenas está escondida no fundo do catálogo, dando maior destaque à interface 41000008, que só poderá ser operada nas oficinas do dealers e aceitará somente mapas para serem usado com filtros e escapes Street Legal, em outras palavras, os filtros e escapes stock.

Já a 32109-08b será operada pelo próprio usuário ou pelo dealer ou por um mecânico com treinamento para isso, que é realmente muito simples.

O grande problema é criar o mapa, ajustando os mapas previamente enviados junto com a interface às suas necessidades.

Muitos indicam o uso do dinamômetro, nós aqui no Rio fizemos na base da tentativa e erro até chegarmos a um mapa que tem boa aceitação entre todos que o adotaram.

Para você regular, sem a interferência de terceiros, a interface 32109-08b é a indicada.

Anônimo disse...

Boa Noite Amigos, tenho uma 883R e comprei o 4100008 recomendado de forma erronea por um amigo, para minha surpresa a unica oficina oficial HD em São Paulo não está autorizada a utilizar o mesmo, dai eu pergunto: Quem poderá então ??? Ganhei um peso de papel HD...rsrsrs
Se alguem souber de alguem que consegue utiliza-lo , por favor me repassem...Outro detalhe comprei duas peças que ia presentar um amigo , mas acabei ficando com ela, quem quiser faço preço de custo US$ 299,95...
Abrcs.

wolfmann disse...

Te recomendo reclamar no SAC HD. É um ítem de catálogo, vendido normalmente e a HD deve, até por força do nosso código do consumidor, dar suporte ao produto.

Infelizmente, só vejo esse caminho. Sorte.

Carlos Augusto HOG Ribeirão disse...

Wolfmann, desculpe pelo comentário em um post tão antigo, não precisa publicar.

Cotei um SEPST e passei o código 32109-08B mas a vendedor dos USA me disse que o modelo foi substituído pelo 32109-08C.

Procurei na internet e não achei ninguém explicando a diferença...será que houve alguma evolução no produto, retiraram alguma função, pode ser usado com o software e cabos antigos?

O que será que suas fontes dizem?rsrs

Obrigado!

wolfmann disse...

Carlos Augusto, deve ser uma evolução para poder aproveitar melhor a nova eletrônica embarcada que os TC103 estão trazendo, mas não posso garantir porque ainda não vi essa interface (32109-08c).

Os part numbers da HD costumam vir com letras quando são evoluções do modelos anteriores ou mudam o final quando são produtos diferentes feitos pelo mesmo fornecedor.

Quando modificam completamente o part number é porque o modelo de destino foi modificado ou é um novo acessório como é o caso do 410000008 que vem a ser um tuner para uso somente no dealer.

Fiz uma busca rápida no catálogo SE e os modelos de destino se mantêm os mesmos e você não encontra mais a versão b.

Em alguns fóruns já existem usuários buscando saber as diferenças entre as versões, mas ninguém sabe ao certo.

Disso tudo o que se pode deduzir é que seja o mesmo acessório melhorado, com acréscimo de mapas para os novos motores e mais apto a aproveitar a nova linha de comunicação de seis vias.

Como um exemplo, posso citar o caso do meu SERT: comprei em promoção no Izzo a versão j e já estava sendo comercializada a versão k (última feita pelos fornecedores que foram substituídos).

O novo acessório, chamado de SEST já foi projetado para a nova ECU (mudou da Magnetti Marelli para Delphi) e novos motores (estavam lançando o TC96), mas você continuava encontrando mapas (idênticos aos da versão anterior feitos pelos antigos fornecedores) para os modelos mais antigos, apenas necessitando fazer a conversão de nomenclatura.

Com o software do SEST foi possível ativar o EIMTS em uma Heritage 2006 que já usava o TC96 e o software do SERT que havia sido comprado não conseguia ativar essa função.

O importante é você comprar o kit de cabos correto (até 2010 e algumas 2011 usam os cabos de 4 pinos e de 2011 em diante usam os cabos de 6 pinos). A interface mais nova vai trazer evoluções que muito provavelmente as motos mais antigas não vão aproveitar.

Verifica o cabo de comunicação que a sua ECU usa se tiver alguma dúvida.

Leoncio Xavier disse...

Olá wolfmann...
Pode me ajudar a esclarecer uma dúvida???
Tenho uma Deluxe 2012 e comprei um street tunner (part 41000008B) nos EUA... Levei em uma oficina, e o mecanico disse que nao funciona para motos do Brasil ??? Sabe de algo??? Ele disse que ao ligar a moto solicita o chassi da motocicleta e quando informa disse que nao seria possivel...
obrigado
Leo

wolfmann disse...

Leo, infelizmente essa interface só pode ser usada nas oficinas autorizadas (não sei se foi o caso) e algumas vezes eles não tem nem idéia de como usar essa interface.

Converse com o chefe da oficina, diga que é um acessório original HD e que deve ser usado em conjunto com o Digital Technician (o software do dealer).

Os mapas devem vir prontos em um CD, mas nunca tentei fazer download de um mapa modificado para ver se a interface aceitaria.

Espero ter ajudado.

Abraço.

goldenhits disse...

Caro amigo Wolf,
Comprei um Street tuner da Screamin Eagle e vi esse seus comentários depois que comprei. Como vi que os últimos comentários são de 2012, gostaria de saber se vou ter problemas de instalação na minha Fat Bob 2014 quando voltar ao Brasil e se fiz uma boa compra na sua opinião. Fico no aguardo de sua resposta. Obrigado.

wolfmann disse...

Nada mudou desde 2012. Essa interface não te permite usar seu computador e tem funcionalidade reduzida na hora de alterar o mapa da injeção, travando vários parâmetros na regulagem de fábrica.

E como você já deve ter lido, algumas oficinas autorizadas sequer sabem usar essa interface, se negando a fazer qualquer tipo de modificação.

Provavelmente vai ter problemas para usá-la. Sugiro tentar uma troca pela outra interface (p/n 32109-08c) ou por outra mercadoria.

Abraço.

Rui Carmo disse...

Depois quevi o que vc explicou aqui e outros comentários na net, aproveitei que ainda estava aqui nos USA e fui a loja e acabei trocando pelo Mastertuner 2. O que acha desse?

wolfmann disse...

O Master Tuner é uma excelente interface, usada por vários preparadores de motores.

Muito similar ao SEPST e de uso análogo.

Eu acabo de comprar uma segunda moto, e no momento estou em dúvida entre essa interface e o Power Vison da DynoJet.

Foi uma ótima troca.